Publicidade

Estado de Minas

Casal rastreia celular roubado e assaltantes acabam presos na Grande BH

Dupla roubou aparelho em Contagem e foi seguida por casal até Santa Luzia, onde eles chamaram a polícia. Um dos presos estava foragido


postado em 07/08/2017 08:36 / atualizado em 07/08/2017 11:23

Três homens foram presos suspeitos de envolvimento em roubos de celulares na madrugada desta segunda-feira. Eles foram localizados depois que um casal de vítimas rastreou um aparelho levado durante um evento em Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A polícia também apreendeu mais celulares, drogas e localizou um foragido da Justiça.

De acordo com a PM, as vítimas contaram que estavam no cruzamento da Avenida João César de Oliveira com a Rua Portugal, no Bairro Glória, quando dois homens se aproximaram e anunciaram o assalto. Fingindo estar armados, eles ameaçaram e obrigaram o homem a entregar o aparelho.

Após o roubo, o casal voltou para casa, recuperou a senha do aparelho e começou a rastreá-lo por GPS. Eles seguiram o sinal até um posto de combustível, onde viram um Gol preto com os assaltantes. Eles continuaram por diversas ruas até chegar ao Bairro São Benedito, em Santa Luzia, onde os criminosos entraram em um casa. O casal contou que não localizou viaturas no caminho, para pedir ajuda. De lá, as vítimas chamaram a PM e contaram o que havia ocorrido.

Os policiais bateram no portão e foram recebidos por dois homens de 30 anos, que foram reconhecidos pelo casal. Os policiais deram voz de prisão a eles e revistaram o imóvel, onde localizaram vários celulares, alguns ainda bloqueados e com fotos de pessoas diferentes como fundo de tela, chips e cartões de memória, três pinos de cocaína, seis buchas de maconha, três munições calibre 22, material para dolagem das drogas – entre eles um prato, uma colher e uma peneira com vestígios de cocaína -, e uma tornozeleira eletrônica.

Ainda segundo a polícia, dentro do vaso sanitário da casa havia um chip de celular e traços de cocaína, o que levou a polícia a suspeitar que eles tenham tentado jogar o material fora.

Consta no boletim de ocorrência que um dos presos, que é dono da casa, tinha um mandado de prisão em aberto. No celular dele, havia arquivos de conversas sobre vendas de celulares, compras de armas de fogo e tráfico de drogas. Segundo a polícia, os homens confessaram o roubo do celular com o casal e disseram ter vendido para um outro homem, que tem 34 anos.

Os militares foram até a casa do suspeito, que negou ter conhecimento do celular. No entanto, o aparelho da vítima e R$ 3,5 mil foram encontrados debaixo do colchão. De acordo com a PM, ele acabou confessando ter comprado o aparelho com os outros dois envolvidos, por um valor inferior ao mercado. Na mesma casa, a polícia recolheu uma carteira de identidade e uma carteira nacional de habilitação (CNH) de pessoas diferentes. O sistema da polícia identificou que os documentos haviam sido furtados. Em um carro, a polícia também encontrou peças de celulares e cartões de memória.

Os presos e o material apreendido foram levados para a Delegacia de Polícia Civil de Santa Luzia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade