Publicidade

Estado de Minas

PM de Paraopeba fecha laboratório de produção de ecstasy e de maconha

A tecnologia empregada na produção da droga sintética e da erva surpreendeu até mesmo a polícia. A erva era cultivada em estufa com luzes artificiais


postado em 31/05/2016 18:49 / atualizado em 31/05/2016 21:18

Traficantes usavam luz artificial em estufa na plantação da erva(foto: PMMG/Divulgação)
Traficantes usavam luz artificial em estufa na plantação da erva (foto: PMMG/Divulgação)
Um laboratório de produção de ecstasy e uma plantação de maconha em estufa foram descobertos pela Polícia Militar na tarde desta terça-feira em um sítio na localidade rural de Ibiruçu, em Paraopeba, Região Central de Minas. Policiais apreenderam no local 60 comprimidos da droga sintética, além de produtos e equipamentos para a produção da mesma. Além disso, 180 pés de maconha, alguns com 2 metros de altura.

“Eu nunca tinha visto algo parecido, apenas em fotografias na Europa e na Argentina”, comentou o comandante da168ª Companhia do 25º Batalhão da PM, capitão Wenner Itamar Pimenta. “Achamos um livro que ensina a técnica de produção de maconha”, comentou o militar.

Droga sintética produzida no sítio(foto: PMMG/Digulação)
Droga sintética produzida no sítio (foto: PMMG/Digulação)
Três homens foram presos, todos moradores de Belo Horizonte, inclusive o que se diz dono do sítio. Todos serão levados para a delegacia da Polícia Civil de Sete Lagoas. Segundo o capitão, um deles já cumpriu pena por tráfico de drogas.

Ainda de acordo com o capitão, a PM recebeu denúncia de que havia carros furtados no sítio. “Na verdade, era um laboratório de plantio de maconha, usando a técnica indoor, e de fabricação de ecstasy. Encontramos muitas folhas de maconha ressecadas, já prontas para comercialização, e também sementes da droga e uma prensa. Não encontramos armas”, disse o capitão.

A estufa onde era cultivada a maconha tinha luzes artificiais, ventiladores e quatro aparelhos de ar-condicionado. A técnica é a mesma usada no filme inglês “O barato de Grace”, comédia policial de 2000 em que uma viúva em apuros financeiros aceita a proposta do jardineiro para cultivar maconha na sua estufa e vender a droga para traficantes.

Pés de maconha apreendidos(foto: PMMG/Divulgação)
Pés de maconha apreendidos (foto: PMMG/Divulgação)
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade