Publicidade

Estado de Minas

Mulher feita refém no interior de Minas durante assalto é resgatada depois de 12 horas

Quadrilha roubou correspondente bancário e fez casal dono do estabelecimento refém. O homem foi liberado na tarde de sábado. Polícia ainda procura pelos criminosos


postado em 28/02/2016 09:13 / atualizado em 28/02/2016 09:25

Moradores da pequena cidade Ipiaçu, na Região do Triângulo Mineiro, que tem aproximadamente 4,5 mil habitantes, continuam assustados com a atuação de uma quadrilha. Os criminosos assaltaram um correspondente bancário e levaram os donos como reféns ao serem cercados pela Polícia Militar (PM). Uma das vítimas foi libertada no caminho e uma mulher ficou 12 horas sob os poder dos bandidos. Ela foi resgatada na madrugada deste domingo. Um dos assaltantes foi preso e ao menos três seguem sendo procurados. Uma grande operação foi montada para as buscas.

O assalto aconteceu por volta das 12h30 de sábado. Ao menos quatro homens armados entraram no correspondente bancário e anunciaram o assalto. “As vítimas estavam com grande quantidade de dinheiro, por isso suspeitamos que eles estavam sendo monitorados pelos criminosos. Quando estavam no local, funcionários e clientes ligaram nos celulares particulares dos militares que não estavam de serviço. Dois conseguiram cercar o local”, explicou o cabo Túlio Ribeiro.

Mesmo cercados, os criminosos não se intimidaram. Fizeram um casal, dono do estabelecimento, refém e saíram no local. “Os militares foram recebidos com tiros. Cada um dos carros deles está com marcas dos disparos. Eles não revidaram porque os criminosos colocaram as vítimas em um carro e fugiram”, afirma o cabo.

Os criminosos fugiram em alta velocidade pela MG-226. Na fuga, um dos policiais conseguiu atingir um dos pneus do veículo, um Santana verde. A quadrilha abandonou o carro em uma estrada vicinal e entraram na mata levando a mulher. O homem que estava como refém foi liberado. Uma grande operação foi montada, como militares de Belo Horizonte, Ituiutaba e a ajuda com helicóptero da corporação, para tentar encontrar a vítima. Na ação, Silvio Pereira Lima, de 57 anos, que é natural de Prata, foi preso.

A mulher foi encontrada por volta das 0h30 na mata. Segundo a PM, ela estava fraca por passar muito tempo sem se alimentar. Mas, não sofreu ferimentos graves. A vítima foi levada para um hospital para receber atendimento.

A operação para tentar prender os criminosos continua na manhã deste domingo. Aproximadamente 60 policiais participam da ação. “Essa é a primeira vez que acontece este tipo de coisa na cidade. Estão todos assustados. Quando o homem foi preso, muita gente foi para a porta do quartel. Queriam linchar ele”, disse Ribeiro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade