Publicidade

Estado de Minas

Hospital do Barreiro começa a operar neste sábado

Unidade irá atender principalmente a população do chamado Vetor Sul. Custeio será dividido entre União, governo de Minas e PBH


postado em 12/12/2015 10:00 / atualizado em 12/12/2015 13:52

Ver galeria . 11 Fotos Leandro Couri / EM / D.A Press
(foto: Leandro Couri / EM / D.A Press )

O prefeito Marcio Lacerda inaugurou na manhã deste sábado o Hospital Metropolitano do Barreiro. A unidade de saúde vai complementar o atendimento de urgência e emergência na capital, principalmente para atender o Vetor Sul da cidade. A unidade que entra em operação no dia do aniversário da cidade terá 439 leitos, sendo 80 de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e 40 para tratamento de Acidente Vascular Cerebral (AVC), importantes demandas na capital, segundo o secretário municipal de Saúde, Fabiano Pimenta.

"Estou muito feliz. Esses 118 anos de BH estão sendo comemorados de forma grandiosa com esta inauguração. Mas ainda dependemos do SUS e do estado para manter esse hospital funcionando por 100 anos ou mais. O projeto arquitetônico está pronto", ressaltou o prefeito Márcio Lacerda durante a inauguação.

"A unidade será referência não só para a população da região, bem como para cidades vizinhas como Ibirité, Sarzedo, Contagem, Betim, entre outras", continuou o secretário Fabiano Pimenta. Ele explicou que o custeio do equipamento deve ser realizado com 50% de verba federal, 25% de recursos estaduais e 25% de recursos municipais e que tanto o Ministério da Saúde quanto a Secretaria de Estado da Saúde já se comprometeram a contribuir com sua parte a partir do exercício de 2016. 

Além disso, o hospital vai entrar em funcionamento sob regime de parceria público-privada. Com isso, os serviços de saúde vão ficar por conta da administração pública e os ligados à manutenção e à administração serão bancados pelo setor privado. O atendimento será prestado por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o secretário, no prazo de 120 dias já será possível atender com disponibilidade de 200 leitos e que no prazo de um ano toda a estrutura do hospital deve estar pronta.

REFORMULAÇÃO A inauguração do Hospital do Barreiro está relacionada a uma grande reformulação do serviço de urgência e emergência da capital. Como parte desse esforço, nessa quinta-feira foram inauguradas a nova sede da UPA Leste (que funcionava no Bairro Esplanada e dobrou a capacidade de atendimento em novo prédio no Bairro Vera Cruz) e a UPA Odilon, que funciona anexa ao Hospital Odilon Behrens e vai assumir toda a demanda de urgência da unidade hospitalar.

Durante a inauguração, algumas pessoas mostraram cartazes onde reclamavam da falta de medicamentos nos postos de saúde e no programa Farmácia de Minas, do governo do estado. Elas também pediram mais atenção para os pacientes atendidos em casa.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade