Publicidade

Estado de Minas

Protesto contra Samarco termina em pancadaria na Câmara dos Deputados

Grupo de cerca de 15 pessoas que representa as vítimas da tragédia ambiental fez um ato na Câmara


postado em 25/11/2015 15:07 / atualizado em 25/11/2015 17:12

Uma manifestação contra a mineradora Samarco terminou com pancadaria entre manifestantes e policiais legislativos e pelo menos duas pessoas detidas no início da tarde desta quarta-feira, 25, na Câmara dos Deputados, em Brasília.

Um grupo de cerca de 15 pessoas que representa as vítimas da tragédia ambiental de Mariana (MG) fazia um ato na Câmara, em protesto contra a mineradora. Eles picharam com lama, em uma parede da Casa, a palavra "morte". Quando a polícia interveio, começou a confusão.

Policiais legislativos imobilizaram pelo pescoço manifestantes, que acabaram detidos. Um deputado ainda não identificado tentou impedir a detenção, sem sucesso. Os manifestantes foram levados para o Departamento de Polícia Legislativa da Câmara.

O incidente gerou uma pequena discussão entre os deputados Evandro Gussi (PV-SP), que depôs contra os manifestantes, e Chico Alencar (PSOL-SP), que defendia o direito do protesto.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade