Publicidade

Estado de Minas

Prefeito de Mariana confirma fissura em barragem da Samarco

Falha foi detectada pela própria mineradora e, segundo o Executivo, o problema está sendo monitorado


postado em 13/11/2015 13:21 / atualizado em 13/11/2015 14:03

O prefeito de Mariana, Duarte Júnior, confirmou, nesta sexta-feira, a existência de uma fissura em uma das três camadas da barragem Germano, da Samarco, em Mariana, na Região Central do Estado. As dimensões da falha e o volume da barragem ainda não foram informados pela mineradora.

Na quarta-feira, o risco do rompimento da barragem, a maior da empresa na região, levou ao fechamento do acessos ao subdistrito de Bento Rodrigues. O povoado foi devastado pela avalanche de rejeitos dos reservatórios do Fundão e de Santarém.

Segundo Duarte Junior, a barragem está sendo monitorada durante 24 horas, com base em cálculos que medem o risco de rompimento. Os dados são informados diariamente ao governador Fernando Pimentel

Em uma escala de zero a dois, sendo que no índice abaixo de um a probabilidade de acidente é mais elevado, a camada Celinha, onde foi detectado o problema, está com 1,22, conforme explicação do prefeito. Já as demais camadas se encontram com os números de 1,47 e 1,70, respectivamente. Por enquanto, o governo de Minas não vai enviar uma equipe ao local.

A Samarco disse ao prefeito que há, de fato, um problema na barragem da Samarco e que está acompanhando a situação. "Qualquer pequena fissura para gente é muito grande", alertou Duarte Júnior. O prefeito disse temer que um novo rompimento leva uma enxurrada de rejeitos de minério à comunidade de Camargos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade