Publicidade

Estado de Minas

Água de Ipatinga vai ser levada de trem para Governador Valadares

Iniciativa da mineradora foi tomada depois que moradores da cidade no Vale do Rio Doce bloquearam linha de trem da empresa


postado em 12/11/2015 17:57 / atualizado em 12/11/2015 19:38

Ver galeria . 10 Fotos Imagem mostra como era o Rio Doce antes da onda de lama e como ele ficou depois do desastre ambientalElvira Nascimento/ Revista Caminhos Gerais
Imagem mostra como era o Rio Doce antes da onda de lama e como ele ficou depois do desastre ambiental (foto: Elvira Nascimento/ Revista Caminhos Gerais )
A Mineradora Vale informou na tarde desta quinta-feira que vai mandar quatro vagões-tanque com capacidade total de 260 mil litros para buscar água de Ipatinga e levar a Governador Valadares, no Vale do Rio Doce. O manancial que abastece a cidade, uma das maiores do estado, enfrenta a onda de lama que desceu das barragens da mineradora Samarco, em Mariana.

De acordo com a Vale, os vagões-tanque devem chegar à cidade ainda na noite desta quinta-feira. Quatorze outros vagões de carga estão à disposição em diferentes trechos da Estrada de Ferro Vitória a Minas para transportar doações de água para locais onde haja necessidade. Nos próximos dias, vagões com 25 mil litros de água mineral em galões de 5 e de 20 litros comprados pela Vale serão entregues à comunidade de Governador Valadares.

Em Colatina, Norte do Espírito Santo, a empresa colocou caminhões-pipa a serviço da Samarco para abastecimento da população. Técnicos de manutenção da Vale também estão apoiando equipes da Samarco e da prefeitura de Colatina na instalação de um equipamento para captação de água em fontes alternativas. 

A iniciativa da Vale é anunciada depois que cerca de trinta manifestantes bloquearam linha férrea usada pela empresa, na região da Açucareira, no início da tarde desta quinta-feira. O protesto provocou o bloqueio também da estrada de ferro Vitória a Minas (EFVM).

Segundo o major Fausto Machado, o protesto é de "pessoas de diferentes segmentos da cidade, protestando contra a falta de água em Valadares."

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade