Publicidade

Estado de Minas

Helicóptero com ex-deputado Elmo Braz cai na Zona da Mata

Acidente aconteceu na fazenda do político, em Guarani. Passageira conseguiu sair nadando depois que a aeronave caiu em uma lagoa. Segundo os bombeiros, tudo indica que ele ficou preso no helicóptero


postado em 25/10/2015 22:01 / atualizado em 25/10/2015 23:49

(foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press - 04/03/2009)
(foto: Beto Magalhães/EM/D.A Press - 04/03/2009)

O helicóptero em que viajava o ex-deputado e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Elmo Braz, de 74 anos, caiu no fim da tarde deste domingo na cidade de Guarani, na Zona da Mata mineira. Segundo o Corpo de Bombeiros de Ubá, que atende a região, ele estava pilotando a aeronave, que levava pelo menos mais uma passageira, quando caiu dentro de uma lagoa da Fazenda Cachoeira Alegre. Duas viaturas dos bombeiros de Ubá estão no local para socorrer as vítimas. Braz está desaparecido.

O acidente aconteceu por volta das 18h30. “As primeiras informações que temos é de que ele levantou voo à tarde na propriedade dele, com a namorada e outras duas acompanhantes, e a aeronave perdeu a sustentação. Ele veio de ré, chegou a bater em uma palmeira pequena, cortou a palmeira, saiu a 100 metros da propriedade”, explica o sargento Francisco Caetano Tomaz, do Corpo de Bombeiros de Ubá. Após passar por cima do imóvel, que fica em uma espécie de ilha dentro da fazenda, a aeronave mergulhou. O lago onde o helicóptero caiu, segundo pessoas que estavam no local, tem cerca de 5 metros de profundidade.

A princípio, as informações recebidas pelos bombeiros davam conta de que três passageiras estavam na aeronave no entanto, por volta das 23h20, o sargento confirmou que apenas a namorada de Braz estava com ele. Apesar de ter ferido um dos pés, ela conseguiu nadar até a margem. A mulher teria dito que ele está dentor da aeronave, tem uma deficiência em uma das pernas e não conseguiu se mexer.

Conforme o militar, as equipes dos bombeiros localizaram a aeronave e sinalizaram o ponto onde ela se encontra. Ela só deve ser retirada na segunda-feira, com a chegada do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA). Familiares do ex-deputado estão na fazenda para acompanhar os trabalhos.

Nascido na cidade de Descoberto, Elmo Braz foi eleito vereador por dois mandatos em Belo Horizonte, chegou à vice-presidência da Câmara de BH, e foi deputado estadual. Em 2000, ele tomou posse como conselheiro do Tribunal de Contas do Estado e chegou à presidência do TCE em 2007, onde se aposentou.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade