Publicidade

Estado de Minas

Motoboy que matou esposa e enterrou corpo em lote vago é condenado a 17 anos de prisão

Na época do crime, Gilmar Vítor da Paixão, de 36 anos, confessou pelo Facebook o homicídio


postado em 30/10/2014 12:19 / atualizado em 30/10/2014 12:28

Gilmar Vítor da Paixão já tem outra condenação por homicídio(foto: Eloi Oliveira/TV Alterosa)
Gilmar Vítor da Paixão já tem outra condenação por homicídio (foto: Eloi Oliveira/TV Alterosa)
O motoboy Gilmar Vítor da Paixão, de 36 anos, que confessou em uma rede social ter matado a esposa, a manicure Fernanda Nagia da Silva, de 29, foi condenado nessa quarta-feira a 17 anos de prisão em regime fechado pelo homicídio qualificado. Ele já havia sido condenado a 14 anos de cadeia pelo assassinato do assassinato do mecânico Emerson Lúcio da Silva, crime ocorrido em 2005.

A sentença de ontem foi proferida pelo juiz Maurício Leitão Linhares, no I Tribunal do Júri do Fórum Lafayette, depois de uma audiência que durou cerca de sete horas.

Gilmar foi preso em fevereiro deste ano na casa da mãe, no Bairro Pindorama, Região Noroeste de Belo Horizonte, após uma denúncia anônima. Ele ficou sete dias desaparecido, depois que o corpo da manicure foi encontrado enterrado em um lote vago que fica em frente ao imóvel onde vivia o casal, às margens da Avenida Cristiano Machado, no Bairro Guarani, na Região Norte de BH.

(foto: Fernanda queria se separar do motoboy)
(foto: Fernanda queria se separar do motoboy)
O crime foi motivado porque a mulher queria se separar do motoboy. Fernanda tinha uma consulta com um dentista, além de clientes agendadas, mas não apareceu para os compromissos. O sumiço levantou suspeita, mas o próprio Gilmar procurou a família para relatar o desaparecimento. Ele fugiu levando o filho do casal de 7 anos.

Até o corpo de Fernanda ser encontrado, o suspeito chegou a postar mensagens sobre o sumiço da mulher. “Oh meu Pai amado ten-de misericórdia, envia o anjo trás ela de volta, onde quer que esteja, precisamos muito de vc Fernanda nagia, oque tem m dado forças é a mão d Senhor, e meu tesouro... (sic).”. Depois que o corpo foi achado ele postou a seguinte mensagem no Facebook:

(foto: Reprodução Facebook)
(foto: Reprodução Facebook)


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade