Publicidade

Estado de Minas

Obras da catedral Cristo Rei começam em abril na capital

Ao lançar Campanha da Fraternidade na capital, dom Walmor Oliveira anuncia nova data de início da construção do templo Cristo Rei


postado em 17/02/2013 00:12 / atualizado em 17/02/2013 09:09

Arcebispo celebrou missa para os atletas e fiéis na Praça da Pampulha(foto: Beto Magalhaes/EM/D.A Press)
Arcebispo celebrou missa para os atletas e fiéis na Praça da Pampulha (foto: Beto Magalhaes/EM/D.A Press)
O arcebispo metropolitano de Belo Horizonte, dom Walmor Oliveira de Azevedo, marcou para 7 de abril, o Domingo da Divina Misericórdia, o início da construção da Catedral Cristo Rei, no Bairro Juliana, na Região Norte da capital. O anúncio foi feito na manhã de ontem, durante o lançamento da Campanha da Fraternidade 2013, que reuniu mais de 2 mil pessoas na Praça da Pampulha, próximo da Igreja de São Francisco de Assis, e tem como tema Fraternidade e juventude. Os atrasos na obra, prevista inicialmente para começar em 19 de março, data consagrada a São José, se devem à concessão dos licenciamentos na prefeitura e outros procedimentos. Confiante, o arcebispo disse que já tem em caixa 16% dos recursos de R$ 100 milhões necessários para erguer o templo católico, que tem projeto de Oscar Niemeyer (1907-2012).

Dom Walmor revelou estar esperançoso de que o sucessor de Bento XVI visite Belo Horizonte entre 16 e 21 de julho, quando ocorrerá o Congresso Mundial de Universidades Católicas (CMUC), com a presença de 5,4 mil pessoas. “O convite está feito e seria uma grande alegria para todos nós”, disse o arcebispo. Na mesma época, serão realizadas na capital a Semana Missionária ou Pré-Jornada com participação de 30 mil jovens estrangeiros em preparo para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ/Rio 2013), com sede no Rio de Janeiro, de 23 a 27 de julho. Para esse evento, presidido pelo novo sumo pontífice e o maior da Igreja Católica, são aguardados mais de 2 milhões de fiéis.

O lançamento da CF-2013 teve uma série de atividades, começando às 8h30 com caminhada e corrida num percurso de cinco quilômetros na Pampulha. Com camisas verdes e brancas e o símbolo da campanha, 520 atletas receberam a bênção do bispo auxiliar da arquidiocese, dom João Justino de Medeiros Silva. O primeiro lugar geral ficou com Ronaldo Alves Miranda, de 37 anos, funcionário dos Correios, que ganhou um pacote para o Rio de Janeiro (passagem e hospedagem) durante a JMJ. Na categoria feminina, Rosimeire Assis venceu e ganhou o mesmo prêmio. "O esporte é fundamental para os jovens. Corro desde criança e tenho muita força para trabalhar”, comentou Ronaldo, pai de Luiz Felipe, de 10, e Maria Júlia, de 2. “Futuramente, quero que eles corram ao meu lado", afirmou.

Jovens

Entusiasmada, a estudante de farmácia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) Luísa Monteiro, de 18, participou da prova com amigos da Paróquia de Santana, na Serra, na Região Centro-Sul de BH. “Está crescendo o número de grupos jovens de oração”, disse. Os mais velhos também mostraram a sua força, a exemplo do padre François Marie Lewden, de 70, conhecido como Padre Chico, marroquino naturalizado brasileiro e com atuação no Aglomerado da Serra. “O esporte faz a gente se sentir bem”, disse, lembrando que os jovens precisam de emprego e a Igreja pode ajudar a resolver esse problema.

Segurando uma faixa de apoio a Bento XVI, jovens da Paróquia de Nossa Senhora Mãe da Igreja, da Vila Paris, distribuíram também folhetos com foto de Joseph Ratzinger e a frase: “Em comunhão com Pedro. Pois onde está Pedro, está a Igreja”.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade