Publicidade

Estado de Minas

Galpão de cooperativa da SLU é assaltado no Granja de Freitas

Bandidos levaram duas balanças eletrônicas usadas para pesagem de material. É a sexta vez que o galpão é invadido


postado em 23/07/2012 09:30 / atualizado em 23/07/2012 10:08

O galpão da Cooperativa Solidária de Trabalhadores e Grupos Produtivos da Região Leste de Belo Horizonte (Copersol) foi invadido e assaltado na madrugada desta segunda-feira. Segundo a Polícia Militar (PM), um cooperado chegou por volta de 6h e encontrou duas portas danificadas e tijolos das paredes arrancados. Os assaltantes levaram duas balanças eletrônicas usadas para pesagem de material. O galpão de 1.500 metros quadrados fica na Rua São Vicente, no Bairro Granja de Freitas.

Segundo a diretora administrativa, Vilma Estevam, é a sexta vez que o galpão da Copersol é invadido. Em outros assaltos, bandidos levaram computadores e equipamentos de trabalho. Ela explica que a cooperativa recebe material da coleta seletiva que acontece em 30 bairros de BH. Na sede do Granja de Freitas são entregues o lixo do bairros Savassi, Santo Antônio, Cruzeiro, Belvedere e Cidade Jardim.

Os resídios são pesados, separados manualmente e comercializados pela cooperativa. Segundo Estevam, todas as pessoas que trabalham no galpão são moradores da região que dependem dessa renda. A diretora lamentou que o trabalho esteja prejudicado pela criminalidade.

“Essas balanças roubadas pesam todo o material no fim da tarde para medir a produção. Estou tentando com outra cooperativa uma balança emprestada para o trabalho de hoje”, afirma. A cooperativa é ligada à Superintendência de Limpeza Urbana de Belo Horizonte (SLU), que enviou um representante para apurar o caso.


Publicidade