Publicidade

Estado de Minas

Princípio de rebelião em presídio feminino mobiliza a PM e os bombeiros em BH


postado em 13/04/2012 18:43 / atualizado em 13/04/2012 21:53

(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)

Um princípio de rebelião no Complexo Penitenciário Feminino Estevão Pinto, no Bairro Horto, na Região Leste de Belo Horizonte, mobilizou o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar. A confusão começou depois que foi anunciada a transferência de uma detenta que rendeu uma agente penitenciária durante um banho de sol na unidade.

De acordo com os bombeiros, cerca de 150 detentas iniciaram o motim nesta sexta-feira. De acordo a Subsecretaria de Administração Prisional (Suapi) o motim iniciado no Complexo Penitenciário Estevão Pinto (PIEP), começou por volta das 17h30, e foi contido às 19h por agentes penitenciários do Comando de Operações Especiais (COPE) da Suapi.

Cerca de dez presas foram identificadas como líderes da ação por terem incentivado outras presas a chutarem as portas das celas e fazerem barulho. Durante todo o tempo, as envolvidas permaneceram dentro das celas. Ainda segundo a Seds, durante as ações de contenção, uma detenta foi atingida de raspão, na coxa, por uma bala de borracha. Ela foi atendida na enfermaria da unidade prisional e passa bem. Duas portas da unidade foram danificadas.

A Seds informou que a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros não precisaram intervir.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade