Publicidade

Estado de Minas

Município assina acordo para conservar casarão de inconfidente em Berilo

Caso não cumpra a determinação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), o Município deverá pagar multa no valor de R$ 5 mil, acrescido de mil reais por dia de atraso


postado em 23/02/2012 16:11 / atualizado em 23/02/2012 16:38

A edificação, que fica bem próxima do Rio Araçuaí, chegou a correr risco devido a problemas estruturais(foto: Iepha/Divulgação)
A edificação, que fica bem próxima do Rio Araçuaí, chegou a correr risco devido a problemas estruturais (foto: Iepha/Divulgação)
 

O casarão do inconfidente Domingos Abreu Vieira, também conhecido como Sobrado Abreu Vieira, local de valor histórico para a cidade de Berilo, no Vale do Jequitinhonha, terá de ser conservado. O município assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) e se comprometeu a preservar o imóvel, que está sendo restaurado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico de Minas Gerais (Iepha-MG). Caso não cumpra a determinação do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), deverá pagar multa no valor de R$ 5 mil, acrescido de mil reais por dia de atraso.

A luta para a preservação do casarão do século XVIII, que é tombado pelo Iepha-MG, vêm desde 2008. O município se comprometeu a recuperar e manter o calçamento da Rua Porto, onde fica o sobrado, implantar sistema de iluminação pública e serviço de vigilância permanente no local, estabelecer condições plenas de construção para funcionamento do Centro de Artes e Ofícios do Alto Jequitinhonha, bem como promover a conservação e a manutenção das peças dos forros artísticos no interior do edifício. Os acessos ao casarão também devem receber melhorias.

Os trabalhos serão monitorados pelo Iepha, que irá expedir as orientações e recomendações para as intervenções necessárias para manutenção do imóvel e seu entorno. A edificação, que fica bem próxima do Rio Araçuaí, chegou a correr risco devido a problemas estruturais, desprendimento do revestimento da alvenaria de adobe, comprometimento dos esteios e falhas no calçamento de seixo rolado da rua, causados pela cheia do rio.

O Iepha assumiu o compromisso de restaurar o imóvel. Os trabalhos deverão ser finalizados ainda este ano. Faltando apenas pequenas intervenções para a conclusão da obra, cabe agora ao Município de Berilo cumprir o TAC assinado e assumir a conservação e manutenção do bem histórico.

O inconfidente

O português Domingos de Abreu Vieira, tenente-coronel do Regimento de Cavalaria Auxiliar de Minas Novas, tinha casa em Ouro Preto, na Região Central, mas visitava com frequência a casa em Berilo. Ele exerceu o cargo de contratador dos dízimos, em Vila Rica, entre 1784 e 1789. Era padrinho da filha de Tiradentes, que também teria passado temporadas na casa. Domingos de Abreu Vieira teve participação ativa na Inconfidência Mineira.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade