Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil abre inquérito para apurar morte de Sargento do Gate

De acordo com a Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds), os quatro policias civis abordaram o PM após receberem denúncia de que ele estaria armado na festa


postado em 15/01/2012 15:24 / atualizado em 15/01/2012 15:49

A Secretaria de Estado de Defesa Social (Seds) informou que a Polícia Civil abriu inquérito para apurar as circunstâncias do assassinato do sargento do Grupamento de Ações Táticas (Gate), da Policia Militar (PM), Rafael Augusto Reis de Rezende, 23 anos, morto a tiros por quatro polícias civis. O crime ocorreu na madrugada deste domingo em Esmeraldas, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, onde os policiais participavam de uma festa em um clube da cidade. Em nota, a Seds informou em que todos os envolvidos não estavam em serviço no momento da confusão que resultou na morte do sargento da PM.

Ainda conforme a nota da Seds, no Boletim de Ocorrência (BO) consta que os policias civis a abordagem ao militar ocorreu após denúncia de que ele estaria de posse de uma arma. Ainda conforme a nota, a ação teria dado início a uma troca de tiros, que resultou na morte do sargento do GATE. Na confusão, duas pessoas também ficaram feridas: o policial civil Davi Tiago dos Santos, 30 anos, e de um cidadão, não identificado, que estava próximo ao local.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade