Publicidade

Estado de Minas

Anastasia diz que possíveis desvios de conduta de militares não ficarão impunes


postado em 22/02/2011 13:25 / atualizado em 22/02/2011 17:15

O governador Antonio Anastasia (PSDB) afirmou, na manhã desta terça-feira, que o episódio envolvendo militares da Rotam e moradores do Aglomerado da Serra não vai ficar impune caso seja confirmado, o desvio da ação dos policiais no caso.

“A gente tem sempre que evitar esse tipo de acontecimento. O que ocorre é que não podemos, em razão de um episódio, lançar uma mancha sobre as instituições, sobre a corporação. Mas, se reconhecermos e defendermos a boa conduta da nossa Polícia Militar, em nenhuma hipótese, vamos acobertar atos que sejam errados, ilegais, e que tenham sido cometidos por alguma ilegalidade.”, afirmou.

O governador já havia determinado, na segunda-feira, que o Comando da Polícia Militar e Secretário de Estado da Defesa Social, Lafayette Andrada fizessem o acompanhamento de maneira rigorosa do que aconteceu. Ele afirma que vai acompanhar pessoalmente as apurações.

Anastasia disse que conversou com líderes comunitários do aglomerado. Segundo ele, o que não dá para concordar é com a destruição de patrimônio, como aconteceu nos protestos promovidos pela comunidade. A população está revoltada com a ação policial que culminou na morte de Renilson Veriano da Silva, de 29 anos, e do dançarino e auxiliar de padeiro Jeferson Coelho da Silva, o Jefinho, de 17, na madrugada de sábado. Ônibus e carros foram queimados, deixando prejuízos para moradores e comerciante do morro.


Publicidade