Publicidade

Estado de Minas

Atemporal


postado em 17/11/2019 04:00 / atualizado em 16/11/2019 22:34

O pórtico em madeira funciona como um nicho no living e aquece o ambiente. A cômoda de época, ao fundo, foi adquirida em antiquário e carrega trio de esculturas de Sônia Ebling e tela de Bruno Dias. A mesa redonda com detalhes em marcheterie também dá o toque antigo ao estar. Os banquinhos Mocho são assinados por Sérgio Rodrigues(foto: Jomar Bragança/divulgação)
O pórtico em madeira funciona como um nicho no living e aquece o ambiente. A cômoda de época, ao fundo, foi adquirida em antiquário e carrega trio de esculturas de Sônia Ebling e tela de Bruno Dias. A mesa redonda com detalhes em marcheterie também dá o toque antigo ao estar. Os banquinhos Mocho são assinados por Sérgio Rodrigues (foto: Jomar Bragança/divulgação)

 

Um mix de referências nortearam o projeto de Gislene Lopes, entre elas uma pitada do clássico como indicador daquilo que não sai de moda, o contemporâneo para sinalizar o presente e o minimalismo que significa mais é menos. Tons neutros, materiais nobres, mobiliário contemporâneo e peças assinadas são as bases do projeto de decoração deste apartamento.

 

No jantar, a mesa vem em madeira, as cadeiras são desenhadas pelo arquiteto Sérgio Rodrigues, a banca da suspensa em laca brilhante é encimada por vasos chinês. Tela de Paulo Whitaker(foto: Jomar Bragança/divulgação)
No jantar, a mesa vem em madeira, as cadeiras são desenhadas pelo arquiteto Sérgio Rodrigues, a banca da suspensa em laca brilhante é encimada por vasos chinês. Tela de Paulo Whitaker (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

Clássico minimalista

 

A missão de Gislene Lopes era criar um projeto que atravessasse o tempo. Para conseguir atender aos desejos dos moradores deste apartamento, um casal jovem e ainda sem filhos na época em que começou a desenvolver o trabalho, ela foi atrás de um misto de referências: uma pitada do clássico como indicador daquilo que não sai de moda, o contemporâneo para sinalizar o presente e o minimalismo na filosofia de que mais é menos.

 

A intervenção na fase de acabamento do imóvel foi vital para dar forma ao desejo dos clientes, escolhendo para isso matérias-primas perenes e sofisticadas e tirando partido do seu leiaute original. Os contrastes de materiais e texturas fazem parte da decoração, mas o resultado é leve e harmonioso. Tons neutros de bege e de cinza foram eleitos como protagonistas das ambientações, com exceção do dormitório da criança, que explode em cores vibrantes e repletas de energia. A madeira, presente na área social, reveste parte das paredes, ao mesmo tempo em que aquece o espaço, proporcionando aconchego.

 

lavabo - A bancada esculpida é valorizada por escultura de Sônia Ebling e um precioso vaso de alabastro antigo, também do acervo da proprietária. Mármore coffee wood reveste o espaço(foto: Jomar Bragança/divulgação)
lavabo - A bancada esculpida é valorizada por escultura de Sônia Ebling e um precioso vaso de alabastro antigo, também do acervo da proprietária. Mármore coffee wood reveste o espaço (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

A começar pelo hall de entrada, onde o painel de freijó natural se junta à porta de vidro. Uma escultura de Ricardo Carvão Levy e um tapete persa dão as boas-vindas aos convidados. Entre as intervenções realizadas no living, o freijó também se repete revestindo parte do teto e parede, criando um pórtico singular no ambiente que aí é fechado por cortina também em madeira.

A conversação é composta por uma cômoda de época adquirida em antiquário, o único móvel com essa procedência do apartamento – sobre ela encontram-se trio de esculturas em bronze de Sônia Ebling e um quadro assinado por Bruno Dias. Os sofás e poltronas contemporâneoas jogam com mesas de centro duplas em tons diferentes, ambas com tampos de vidro, ladeadas por bancos Mocho assinados por Sérgio Rodrigues.

 

Quarto - A marcenaria presente nos criados e na penteadeira tem assinatura do escritório de Gislene Lopes.(foto: Jomar Bragança/divulgação)
Quarto - A marcenaria presente nos criados e na penteadeira tem assinatura do escritório de Gislene Lopes. (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

Destaque para a mesa redonda trabalhada em marcheterie, uma réplica antiga, que carrega vaso de cristal e par de pássaros em madeira, de Jeferson Lourenço. Entre o mix de materiais que envolvem o estar, uma outra parede em mármore serve de apoio para o telão. O único ponto de cor vem de uma fotografia em vermelho de Juliana Sícoli.

 

O piso de toda a área social é em limestone Saint Remy recoberto por tapetes orientais. No jantar, a mesa em madeira é acompanhada por cadeiras desenhadas pelo arquiteto Sérgio Rodrigues. Uma bancada longa suspensa em laca brilhante passa a ideia de leveza e exibe, em primeiro plano, vasos chineses do acervo da dona da casa e contrasta com o lustre, cujo design com círculos vazados imprime uma iluminação especial à sala. A obra de arte relevante no local é a tela do artista Paulo Whitaker.

 

cozinha/copa - A copa informal para refeições do dia a dia conta com o apoio da cozinha contígua trabalhada em granito negro(foto: Jomar Bragança/divulgação)
cozinha/copa - A copa informal para refeições do dia a dia conta com o apoio da cozinha contígua trabalhada em granito negro (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

No lavabo, revestido em mármore coffee wood , sobressai a bancada esculpida, valorizada por escultura de Sônia Ebling e um precioso vaso de alabastro antigo, também do acervo da proprietária. Já no setor doméstico, a simpática e informal copa para refeições do dia a dia é um achado e conta com o apoio da cozinha contígua trabalhada em granito negro.

 

(foto: Jomar Bragança/divulgação)
(foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

Intimidade Um estar íntimo conduz aos dormitórios, em que dois deles sobressaem: no do casal, predominam o cinza claro e o azul tiffany. A cabeceira da cama, bem moderna, na mesma tonalidade, vem com as bordas em inox e o papel de parede com motivos florais aconchega o quarto. A marcenaria presente nos criados e na penteadeira tem assinatura do escritório de Gislene Lopes. Para alongar o ambiente, um espelho figura em parte da parede principal. A decoradora repaginou também o banho do casal original, valorizando-o com algumas intervenções, como o bojo esculpido em mármore crema marfil para garantir charme e contemporaneidade.

 

(foto: Jomar Bragança/divulgação)
(foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

Um universo lúdico e colorido foi concebido para o quarto do menino, que mostra muitas atrações. Tudo nele é especial, a começar pelo papel de parede com tema de foguete, passando pela cama em forma de carrinho. A bancada em acrílico pode ser substituída à medida que a criança for crescendo e vem acompanhada por minichaise Panton em fibra de vidro, um clássico do mobiliário. Os criados e nichos de vários tamanhos e cores contribuem para criar uma movimentação assimétrica e divertida e são minis também as telas de Fabiano Al Makul, que trazem a arte para o mundo infantil. 

 

(foto: Jomar Bragança/divulgação)
(foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

 

Mobiliário contemporâneo pontuado por peças antigas, como a cômoda e a mesa redonda, no living. O trio de esculturas é assinado por Sônia Ebling e cortinas ao fundo vêm em madeira acompanhando o pórtico em freijó criado pela decoradora. Mesas duplas foram colocadas na lateral e no centro do ambiente. Os bancos Mocho são trabalho de Sérgio Rodrigues. 2 %u2013 Quarto do casal: destaque para a cama com cabeceira com as bordas em inox. O papel de parede com motivos florais aconchega o espaço. A marcenaria presente nos criados e na penteadeira tem assinatura do escritório de Gislene Lopes.(foto: Jomar Bragança/divulgação)
Mobiliário contemporâneo pontuado por peças antigas, como a cômoda e a mesa redonda, no living. O trio de esculturas é assinado por Sônia Ebling e cortinas ao fundo vêm em madeira acompanhando o pórtico em freijó criado pela decoradora. Mesas duplas foram colocadas na lateral e no centro do ambiente. Os bancos Mocho são trabalho de Sérgio Rodrigues. 2 %u2013 Quarto do casal: destaque para a cama com cabeceira com as bordas em inox. O papel de parede com motivos florais aconchega o espaço. A marcenaria presente nos criados e na penteadeira tem assinatura do escritório de Gislene Lopes. (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

 

Quarto de criança - Cama tem forma de carrinho, bancada em acrílico e mini chaise Panton em fibra de vidro. As minitelas de Fabiano Al Makul trazem arte para o mundo infantil(foto: Jomar Bragança/divulgação)
Quarto de criança - Cama tem forma de carrinho, bancada em acrílico e mini chaise Panton em fibra de vidro. As minitelas de Fabiano Al Makul trazem arte para o mundo infantil (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

 

banho do casal - A decoradora repaginou o banheiro original valorizando-o com algumas intervenções como o bojo esculpido em mármore crema marfil para garantir contemporaneidade.(foto: Jomar Bragança/divulgação)
banho do casal - A decoradora repaginou o banheiro original valorizando-o com algumas intervenções como o bojo esculpido em mármore crema marfil para garantir contemporaneidade. (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 

 

 

sala íntima - Com sofás modulados em cinza é o lugar onde a família se encontra no cotidiano para relaxar. Na mesa de centro redonda, duas cabeças ex-votos(foto: Jomar Bragança/divulgação)
sala íntima - Com sofás modulados em cinza é o lugar onde a família se encontra no cotidiano para relaxar. Na mesa de centro redonda, duas cabeças ex-votos (foto: Jomar Bragança/divulgação)
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade