Publicidade

Estado de Minas

Testemunha alega ameaça e promotor diz que Bruno pode responder por coação


postado em 20/11/2012 09:40 / atualizado em 23/11/2012 08:36

O promotor Henry Vasconcelos revelou na manhã desta terça-feira, na porta do fórum de Contagem, que a testemunha Jailson Alves de Oliveira, companheiro de cela de Marcos Aparecido, o Bola, foi ameaçada pelo ex-goleiro Bruno. A denúncia teria ocorrido dentro da penitenciária Nelson Hungria, onde Bruno e Macarrão também estão presos.


Segundo o promotor, Jailson chegou ao fórum na segunda-feira e procurou funcionários do local dizendo que foi ameaçado pelo ex-goleiro dias antes do julgamento. Ele afirmou que Bruno se aproximou dele e disse: “Você está falando demais. Peixe morre pela boca”.

A denúncia da testemunha foi oficializada e documentada pelos funcionários do fórum. De acordo com o promotor, Bruno pode ser responsabilizado por coação no processo.

Ainda de acordo com promotor, a expectativa pelo depoimento do Jaílson é comprovar a confissão de Bola sobre a morte de Eliza.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade