Publicidade

Estado de Minas

Bruno e Dayanne decidem vender sítio em Esmeraldas


postado em 04/04/2011 21:05

Palco do mistério que cerca o desaparecimento e morte de Eliza Samudo, o sítio do goleiro Bruno Fernandes, localizado em Esmeraldas, na Grande BH, está a venda. A propriedade, que estaria avaliada em R$ 1,2 milhão, pertente a Bruno e a Dayanne Souza. Formalmente eles ainda são casados.

De acordo com o advogado de Dayanne, Francisco Simim, há cerca de 30 dias Bruno e Dayanne entraram em acordo sobre a venda do sítio. “Ela, evidentemente, precisa comprar um imóvel para ela e as filhas aqui em Belo Horizonte. Atualmente ela mora na casa da mãe juntamente com os irmãos”, diz Simim.

O advogado nega que a venda do sítio faça parte de um processo de separação do casal. “Não há processo algum de separação. Eles entraram em comum acordo e decidiram vender o imóvel”,afirma.

O sítio está sendo vendido ao preço de R$ 800 mil e, de acordo com Francisco Simim, já atraiu cerca de 200 interessados desde que foi publicado um anúncio da venda nos jornais. “Eu coloquei esse anúncio há uns 15 dias e fiz questão de deixar expresso que o imóvel pertence ao goleiro Bruno”, diz.

O advogado revela que a maioria dos pretensos compradores é curiosa e não tem interesse real em comprar o sítio, queriam apenas conhecê-lo por se tratar de uma propriedade do ex-ídolo do Flamengo. “Teve uma senhora que chegou a questionar se a Eliza não está lá”, comenta Simim. No entanto, ele adiantou que há na próxima quarta-feira é esperado o fechamento de uma negociação com um dos interessados.

Eliza Samudio teria sido mantida em cárcere privado no sítio em junho do ano passado, quando foi trazida do Rio de Janeiro por Luiz Henrique Romão, o Macarrão, e pelo adolescente primo de Bruno. De acordo com a polícia, ela foi morta dias depois.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade