Publicidade

Estado de Minas

Especialista revela porque falhas na comunicação nas empresas podem resultar em fracassos


postado em 13/11/2019 16:19

A falta ou a falha nos processos de uma comunicação nas empresas é um problema crítico que muitas vezes não ganha a devida atenção da diretoria, mas que é responsável pelo fracasso de boas iniciativas. Segundo o Project Management Institute (PMI), falhas de comunicação  correspondem ao problema de 64% das empresas brasileiras, em pesquisa realizada pela organização em grandes medalhões do mercado como Petrobrás, Nestlé, Vale, IBM e HP no 5º Estudo de Benchmarking em Gerenciamento de Projetos do Brasil, realizado com 184 empresas do país.

O especialista e pós graduado em marketing e comunicação pela PUC Minas, Pedro Marinho Neto, aponta quais seriam os motivos para isto: " Infelizmente muitos executivos subestimam a necessidade de ter uma comunicação eficiente e assumem automaticamente que seus comunicados e memorandos são assimilados por todos os colaboradores de igual modo. No entanto, na prática, conforme descemos na pirâmide hierárquica da organização, além de não compreenderem o que é dito e pedido, muitos estão insatisfeitos com a quantidade de informações recebidas ou a atenção dispensada às suas respectivas áreas.

Comunicação é a segunda habilidade mais desejada nas empresas

Pedro Marinho Neto aponta que estratégias acertadas de comunicação interna são responsáveis por melhorar a tomada de decisão e a satisfação do cliente: "Segundo o mesmo Estudo de Benchmarking do PMI, que apontou a comunicação como uma das principais falhas das empresas, as habilidades mais valorizadas no ambiente corporativo são liderança (89%), e logo em seguida comunicação (78%). É impossível, no entanto, ser um bom líder sem a capacidade de comunicar de forma clara, concisa e condizente. É possível ser um chefe, mas o líder é aquele que inspira e motiva os colaboradores a levarem a empresa adiante, que sabe delegar, e sem desenvolver a comunicação e sem saber ouvir os colaboradores isto é impossível".

Os custos da comunicação ineficiente

Para o especialista, comunicação ineficiente também se traduz em consideráveis perdas financeiras para a organização. Mas este não seria o único custo agregado: "uma comunicação ineficiente desmotiva o colaborador, o que aumenta o turnover, que é a rotatividade dentro da empresa. Isto por si só já representa de 16% a 216% do salário do mesmo, entre indenizações e treinamento de novos operacionais. Além disto, uma pesquisa da Spikes Cavell revelou que 57% dos projetos na área de TI, por exemplo, que falharam tiveram como causa de uma comunicação ruim entre as partes interessadas, ficando na primeira posição da lista dos motivos para projetos fracassarem".

Também são apontadas como efeitos colaterais até mesmo acidentes de trabalho: "a comunicação ineficaz no trabalho é uma das principais causas de acidentes com os funcionários. Em artigo publicado pela US Joint Commission for Hospital Accreditation mostra que 70% dos acidentes com os pacientes é devido à falhas na comunicação".

Soluções

Segundo Pedro Marinho, é preciso seguir três passos simples para identificar deficiências e resolver os problemas de comunicação corporativa: "pode parecer simples, mas o segredo para identificar e resolver problemas está em três etapas, de ouvir, entender e perceber. Permitir que outro participe com ideias do seu processo decisório, entender o próximo, ter cuidado com o tom de voz, com as palavras, com a fala e os sinais não verbais, que corresponde a 55% do impacto".


Publicidade