Publicidade

Estado de Minas

Capitão Leitão apresenta a BH surpresas da gastronomia portuguesa

Comandado pelo chef Cristóvão Laruça, restaurante serve leitão à Bairrada, porqueta com abacaxi e drinques com nomes de poemas de Fernando Pessoa


postado em 11/10/2019 04:00

O chef Cristóvão Laruça diz que o Bairro de Santa Tereza se parece com sua terra (foto: Fotos: Leandro Couri)
O chef Cristóvão Laruça diz que o Bairro de Santa Tereza se parece com sua terra (foto: Fotos: Leandro Couri)
Mostrar algo mais da culinária portuguesa para os mineiros. Esse foi o desejo do chef Cristóvão Laruça ao abrir o restaurante Capitão Leitão, no Bairro Santa Tereza. Ele trouxe para BH um dos pratos mais emblemáticos de Portugal: o leitão à Bairrada.

“O leitão está ligado tanto ao mineiro quanto a nós, portugueses. Bairrada é uma região que fica entre Coimbra e o Porto. O prato se caracteriza por ser feito com leitão de leite, de 30 dias, assado em forno a lenha”, explica.

Laruça montou três fornos a lenha na casa. A carne é temperada apenas com sal, pimenta-do-reino, alho e banha de porco. “Isso para que se consiga sentir o sabor característico de um leitão de leite”, observa, garantindo que a pele fica vitrificada e crocante.

A diferença entre os pratos português e brasileiro está no tamanho do animal. A leitoa a que estamos acostumados tem de 30kg a 40kg. “O leitão de leite é muito jovem, daí o sabor bem característico”, reforça. O prato é servido em porções individuais, acompanhado de batata chips, tutu de feijão-branco, salada de folhas e laranja (R$ 64).

Além do leitão à Barrada, a casa oferece petiscos com carne de porco, que custam de R$ 24 a R$ 30. Há o caldo de leitão e o leitão desfiado, por exemplo. Uma pedida que tem feito sucesso por lá é o torresmo de porqueta, enrolado e com abacaxi grelhado (R$ 32 a porção).

DEGUSTAÇÃO

Outra opção para a clientela é o menu degustação de 10 tempos, com sete petiscos, dois pratos principais e uma sobremesa (R$ 99).

A carta de drinques autorais (a partir de R$ 22), criada pela mixologista Jocássia Coelho, inspirou-se na obra de Fernando Pessoa. “A Jocássia seguiu a temática do poeta e os drinques ganharam nomes de poemas dele. Por outro lado, estamos instalados em Santa Tereza. Como o bairro tem a pegada da cultura, decidimos homenagear esse poeta que liga tão bem Portugal ao Brasil.”

Cristóvão Laruça revela que o bairro mineiro lhe traz a lembrança da terra natal. “Santa Tereza é muito tradicional, residencial. Aqui, todas as pessoas se conhecem”, conclui.

AS NOVIDADES
 
Drinque Todas as cartas de amor

Leitão à Bairrada

Torresmo de porqueta com abacaxi

CAPITÃO LEITÃO
Rua Silvianópolis, 364, Santa Tereza, (31) 3024-8764. Abre de terça a sábado, das 19h à meia-noite. Para almoço, abre sexta, sábado e domingo, do meio-dia às 16h30. Capacidade: 80 pessoas. Aceita reservas e tem área pet.


Publicidade