Publicidade

Estado de Minas

Pub Uaimií faz festa domingo, no Sion, para comemorar seus 5 anos

As cervejas da marca são produzidas em Itabirito. Rótulos trazem nomes de personalidades históricas, flores e animais de Minas


postado em 30/08/2019 04:00 / atualizado em 28/08/2019 16:23

Bar no Sion oferece sete estilos de cerveja(foto: Fotos: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Bar no Sion oferece sete estilos de cerveja (foto: Fotos: Marcos Vieira/EM/D.A Press)

Em tupi, uaimií quer dizer Rio das Velhas. Pois foi na região de Itabirito, na Bacia do Rio das Velhas, que nasceu a cervejaria que acabou dando origem a um pub. Iniciativa da família Siqueira – o casal José Maurício e Ornele e o filho Normando –, o Uaimií está completando cinco anos com festa marcada para domingo (1º/9), a partir das 11h, na Rua Grão Mogol, no Sion.

Essa história começou há 11 anos. José Maurício e Normando, de maneira bem despretensiosa (e antes da moda cervejeira), resolveram fazer um curso de fabricação da bebida. Começaram sua produção bem caseira, até que resolveram dar um passo maior, em 2014. Montaram toda a estrutura na fazenda da família, que já produzia as flores para a loja Ervas & Flores, comandada por Ornele. Meses mais tarde, veio o pub, que funciona ao lado da floricultura.

Com produção mensal de 10 mil litros mensais, a Uaimií oferece sete estilos da bebida. Os rótulos trazem nomes de personagens históricos e da fauna e flora da região. Chico Rei é uma dry stout premiada no Festival Brasileiro da Cerveja, em Blumenau. Carcará é uma ipa, enquanto Barão Eschwege é uma dortmunder lager.

Para encontrá-las, a escolha é do freguês. Pode-se ir à fazenda ou optar pelo Sion, onde fica o pub em estilo inglês, um dos poucos do gênero em BH. Na Fazenda Uaimií só se recebem grupos a partir de 10 pessoas – dia e horário devem ser agendados previamente (R$ 50 por pessoa, para fazer tour pela fábrica; R$ 130, com visita, almoço e chope à vontade).

Se não quiser ir tão longe, o pub, localizado numa área residencial do Sion, é o lugar. Aconchegante, recebe bem tanto grupos (há sofás e mesas com luz baixa) quanto quem vai sozinho tomar uma depois do trabalho (o balcão é super convidativo). Durante a semana, das 17h às 19h, o chope de 500ml sai pelo preço daquele de 300ml (a partir de R$ 9,50). Além do chope, a loja vende growler (1litro, a partir de R$ 160) e garrafas (a partir de R$ 18).
 
Rótulos trazem nomes de personalidades, flores e animais de Minas
Rótulos trazem nomes de personalidades, flores e animais de Minas

Fiel às origens

A cozinha, com cardápio assinado por Juliano Caldeira, enfatiza ingredientes produzidos na fazenda-cervejaria. O goulash mineiro, que tem sua carne cozida no malte da cerveja Carcará com jabuticaba defumada, é acompanhado de pão de malte (R$ 35). Um dos pratos mais procurados é a carne de lata da fazenda com molho de jabuticaba, servida com pão de queijo (R$ 41).  As porções são robustas, vale dizer.

Para os fãs de sanduíches, imperdível é a versão amineirada do argentino choripán (pão especial, linguiça defumada, chimichurri com lúpulo e molho de queijo, R$ 26,30). Há boas opções vegetarianas, como o curry da fazenda – umbigo de banana, cogumelos e banana-da-terra cozidos em molho curry caseiro com leite de coco (R$ 32).

Democrático, o bar do Uaimií vai além das cervejas. Com boa carta de drinques, há desde aqueles preparados com cerveja (o gin wit leva Flor da Lua, gim, limão e gelo, R$ 29) até os mais tradicionais, com várias opções de caipi (a partir de R$ 14,50).

E pode acreditar: o melhor mojito (R$ 18) de BH está ali, naquele pub dedicado à cerveja.
 
UAIMIÍ
Rua Grão Mogol, 1.176, Sion, (31) 3285-3435. Funciona de terça a sábado, a partir das 17h. A festa de cinco anos será neste domingo (1º/9), das 11h às 19h, na Rua Grão Mogol, entre ruas Buenos Aires e Montevidéu. Atrações: Seu Madruga, Vulgo e Thunder Blues. Entrada franca.


Publicidade