Publicidade

Estado de Minas

Comediante Rodrigo Sant'Anna traz dona Graça e família a BH

Personagem do programa humorístico do Multishow é a estrela da peça que ficará em cartaz neste fim de semana, no Teatro Sesiminas


postado em 02/08/2019 04:07

Comédia se passa numa favela carioca(foto: Tô de Graça/acervo)
Comédia se passa numa favela carioca (foto: Tô de Graça/acervo)
 
Dona Graça é catadora de latinhas, mora numa favela do Rio de Janeiro, sustenta os 13 filhos e Moacir, o marido desempregado. Apesar das dificuldades, encara tudo com muito humor. Criação de sucesso do ator carioca Rodrigo Sant'Anna, ela é a estrela da série Tô de graça (Multishow) e da peça que chega a BH no fim de semana.

"Sou muito agoniado, faço tudo o tempo inteiro. Amo teatro e uma coisa alimenta a outra. Tem personagem que saiu dos palcos para a TV, como a Valéria que foi pro Zorra total. E o contrário também. Graça e sua família têm consistência e histórias interessantes. Achei que daria supercerto virar peça", ressalta Rodrigo.

O objetivo dele é apresentar uma leitura teatral do que está na telinha. "O desafio era promover a conexão entre os projetos da TV e do palco, mas mantendo a essência. A maior parte das pessoas conhece o programa, mas há quem nunca tenha visto. A produção é feita para os dois tipos de público", explica o ator e diretor.

O enredo de Tô de graça: Da TV para o palco se desenrola a partir da notícia de que a favela onde Graça mora será cenário do videoclipe de um artista famoso. A novidade causa alvoroço na família da catadora, que considera uma afronta a imposição de eventos assim a comunidades tão carentes.

"Queria refletir sobre essa questão. De repente, por conta de uma filmagem, a rotina de várias pessoas é alterada, tudo gira em torno daquilo. Você está voltando para casa com sacola de supermercado, mas tem de parar porque estão gravando. Não deixa de ser uma crítica, mas, claro, de maneira leve e divertida", comenta o ator, que assina o texto.

Rodrigo Sant'Anna contracena com Isabelle Marques (Briti), Andy Gercker (Maico) e Evelyn Castro (Marraia), também integrantes do elenco na TV. Graça é inspirada em dona Adélia, avó do humorista. Aos 90 anos, ela aprova a homenagem. "Humor vem da identificação. Meus personagens, apesar de caricatos, carregam muito o lado humano. Essa sempre foi a minha preocupação. Por isso as pessoas gostam e se identificam", comenta Rodrigo.

Tô de graça virou peça, já emplacou a terceira temporada na TV (estreia em 19 de agosto com uma novidade: a modelo Gracyanne Barbosa como a mulher de Marraia) e deve virar filme. "Se tudo correr bem, em 2020 a gente começa essa história do cinema. Como há várias mudanças no audiovisual, ainda não dá pra bater o martelo. Mas queremos muito fazer", avisa Sant'Anna, referindo-se à reviravolta imposta pelo governo Bolsonaro à política para o setor.

TÔ DE GRAÇA: DA TV PARA O PALCO
Direção e texto: Rodrigo Sant’Anna. Com Rodrigo Sant'Anna, Isabelle Marques, Andy Gercker e Evelyn Castro. Sábado (3), às 20h, e domingo (4), às 19h. Teatro Sesiminas, Rua Padre Marinho, 60, Santa Efigênia. (31) 3241-7181. Plateia 1: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia-entrada). Plateia 2: R$ 50 (inteira) e R$ 25 (meia-entrada) Classificação: 12 anos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

Publicidade