UAI
Publicidade

Estado de Minas Polêmica

Ator volta a se retratar por agressão cometida no Oscar

Will Smith publica vídeo no qual mais uma vez pede desculpas a Chris Rock e a sua família pela bofetada que marcou a edição deste ano da premiação


29/07/2022 15:55

O episódio que marcou a cerimônia de premiação do Oscar deste ano - a bofetada que Will Smith deu em Chris Rock - segue rendendo assunto. O ator, que conquistou a estatueta por seu papel em "King Richard: criando campeãs", publicou um vídeo em que volta a pedir desculpas ao apresentador e comediante, reiterando que seu comportamento foi inaceitável.

"Posso dizer que não há nenhuma parte de mim que pensa que aquele foi o jeito certo de me comportar naquele momento", diz Smith no vídeo de quase seis minutos postado em seu canal do YouTube. "Estou profundamente arrependido, mas estou tentando ter remorso sem ter vergonha de mim mesmo", disse, se dirigindo diretamente a Rock: "Estou aqui para conversar quando você estiver pronto".

Falando para a câmera, sentado, de camisa polo e boné branco, o ator também pediu desculpas à família de Rock, e especialmente a sua mãe, Rosalie, que disse à publicação "US weekly" ter ficado horrorizada ao ver seu filho sendo agredido. Uma piada sobre a cabeça raspada de Jada Pinckett Smith, mulher de Smith, que sofre de alopecia - um distúrbio que causa a queda de cabelo - foi o que motivou a bofetada.

"Quando ele esbofeteou Chris, esbofeteou a todos nós. Ele realmente me esbofeteou", disse Rosalie. O ator também pediu desculpas a Tony Rock, o irmão mais novo de Chris. "Não me apercebi de quantas pessoas ficaram feridas naquele momento", diz Smith no vídeo postado.

Mancha na premiação

Ele também pede desculpas à própria família e aos colegas que foram nomeados para o Oscar por ter "roubado e manchado o momento". O ator cita especificamente o diretor (e músico) Questlove, porque o episódio ocorreu justamente no instante da premiação de seu documentário - "Summer of soul" -, que foi interrompida pela bofetada. Rock estava no palco para apresentar o vencedor da categoria.

Smith também diz, no vídeo, que sua esposa não fez nada para encorajar a agressão. "Jada não tem nada a ver com isso. Fiz uma escolha por mim próprio", ressalta. Ele afirma, ainda, que está sofrendo por não ter estado à altura das impressões e expectativas dos fãs a seu respeito.

"Desapontar pessoas é o meu trauma central. Eu odeio quando decepciono as pessoas. Então me machuca psicologicamente e emocionalmente saber que não fiz jus à imagem e impressão das pessoas sobre mim", destaca Smith.

Banido do Oscar

Após o ocorrido na cerimônia do Oscar, realizada em 27 de março, a Academia de Ciências e Artes Cinematográficas de Hollywood proibiu o ator de participar da premiação ou de qualquer outro evento que seja de sua alçada durante 10 anos. Smith já havia pedido desculpas a Rock logo após a cerimônia, dizendo que estava errado.

"A 94ª edição do Oscar pretendia ser uma celebração dos muitos indivíduos da nossa comunidade que fizeram um trabalho incrível no ano passado; contudo, esses momentos foram ofuscados pelo comportamento inaceitável e prejudicial que vimos o Sr. Smith exibir no palco", disse a Academia em um comunicado oficial.

"Aceito e respeito a decisão da Academia", disse o ator em resposta. Ele havia se demitido previamente da entidade, dizendo que suas ações tinham sido "chocantes, dolorosas e indesculpáveis".

"Eu sou humano, cometi um erro e estou tentando não pensar em mim como um pedaço de merda. Sei que foi confuso, sei que foi chocante, mas eu prometo que estou profundamente dedicado e comprometido em colocar luz, amor e alegria no mundo. Se você aguentar um pouco, eu prometo que nós vamos ser amigos outra vez", afirma Smith ao final do vídeo publicado.

Alopecia em pauta

Jada Pinckett Smith, por sua vez, aproveitou o episódio na cerimônia do Oscar para abordar a alopecia - problema que afeta milhões de pessoas e que pode ter impactos severos no que diz respeito à autoestima. "Considerando aquilo que passei em função desse distúrbio e tudo o que aconteceu no Oscar, milhares de pessoas têm me contatado com suas histórias", disse a atriz em um episódio do início de junho de seu programa on-line "Red table talk".

Ela disse que aproveitou o momento para dar aos portadores de alopecia "uma oportunidade de falar sobre o que é ter essa condição" e do que exatamente se trata. Seus convidados no episódio incluíam a mãe de uma menina de 12 anos que sofreu bullying por causa da queda de cabelos e cometeu suicídio, e um médico que explicou os diferentes tipos da doença.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade