UAI
Publicidade

Estado de Minas PICADEIRO MODERNO

Circo dos Sonhos volta ao Belvedere com o musical ''Mundo da fantasia''

Sob a lona lilás, a menina Ly mergulha no universo fantástico dos palhaços e malabaristas quando celulares e computadores param de funcionar


07/01/2022 04:00 - atualizado 07/01/2022 01:56

Casal de artistas sorri, dentro de cavalos de brinquedo feitos de pelúcia, tendo ao fundo a placa colorida com as palavras Circo dos Sonhos
''Mundo da fantasia'' se propõe a apresentar o universo lúdico do circo às crianças ''digitais'' deste século 21 (foto: Weslley Rodrigues/divulgação)

Depois de quase dois anos de restrições impostas pela pandemia, o Circo dos Sonhos arma novamente seu picadeiro no Belvedere. Nesta sexta-feira (7/1), chega a Belo Horizonte a montagem criada especialmente para a capital, de acordo com os produtores. Sob a lona lilás, a protagonista Ly viaja da realidade para o mundo da ilusão quando aparelhos eletrônicos entram em curto-circuito, obrigando a menina a se desconectar do universo virtual.

Durante o espetáculo “Mundo da fantasia”, Ly se vê em meio a números circenses. A ideia, explica a diretora Rosana Jardim, é brincar com o lado lúdico do público. Reis, rainhas, príncipes, princesas, sapos, bruxas e fadas se transformam em acrobatas, contorcionistas, trapezistas e, claro, palhaços, bobos daquela corte fantasiosa.

SURPRESA PARA O PÚBLICO

Há interação entre o elenco e a plateia, mas cumprindo os protocolos de segurança sanitária, garante Rosana Jardim, que não revela mais para não estragar a surpresa.

Marcos Frota, embaixador do Circo dos Sonhos, diz que o elenco vive a expectativa da estreia do espetáculo, totalmente reformulado, em BH. Trata-se de um musical no picadeiro. O elenco canta, dança e interpreta personagens.

“É a primeira capital que a gente faz em 2022”, afirma Frota, revelando que houve várias mudanças em função da pandemia. A trupe fez pré-temporada em Poços de Caldas, no Sul de Minas, para “religar as engrenagens”, conta.

Artistas circenses foram duramente castigados desde o início da pandemia, impedidos de trabalhar. De acordo com Frota, o Circo dos Sonhos buscou minimizar isso. O elenco se renovou, por meio de audições, e há novos números. O ator destaca o apoio da Cemig, que viabilizou a apresentação de Natal da trupe.

O espetáculo é voltado para a meninada. “Afinal, todos temos uma criança dentro de nós, não é mesmo?”, comenta Marcos Frota. A tenda lilás, arena menor e mais intimista, vai “brindar o público de Belo Horizonte com um espetáculo bem familiar”, adianta o ator.

De acordo com a produção, cerca de 150 pessoas trabalharam no espetáculo durante um ano – de artistas a costureiras, passando por marceneiros e serralheiros, entre outros profissionais.
 

“CIRCO DOS SONHOS NO MUNDO DA FANTASIA”

Estreia nesta sexta-feira (7/1), às 20h. Trevo da Avenida Raja Gabaglia com BR-040, no Belvedere. Sessões de terça a sexta-feira, às 20h. Sábado, domingo e feriado, às 15h, 17h30 e 20h. Setor lateral: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Setor central: R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia). Setor VIP: R$ 80 (inteira) e R$ 40 (meia). Venda de ingressos e informações: www.circodossonhos.com. Preços promocionais em sessões de terça a quinta.

*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade