UAI
Publicidade

Estado de Minas STREAMING

Itaú Cultural Play estreia hoje com filmes de Glauber Rocha e Barretão

Público terá acesso gratuito a 135 produções, entre longas, curtas, espetáculos e acervos de festivais como o mineiro Forumdoc. BH


19/06/2021 04:00

Cena de ''Terra em transe'', dirigido por Glauber Rocha(foto: Difilm/divulgação)
Cena de ''Terra em transe'', dirigido por Glauber Rocha (foto: Difilm/divulgação)

O Itaú Cultural promete democratizar o acesso a clássicos e “joias perdidas” do audiovisual. Neste sábado (19/06), Dia do Cinema Brasileiro, começa a funcionar a plataforma de streaming Itaú Cultural Play, com acesso gratuito.

O curador Eduardo Saron diz que além de facilitar o acesso do público às obras, a iniciativa promove a inclusão de artistas de diferentes contextos. “Trabalhamos muito para que, já na estreia, todos os estados estivessem incluídos na plataforma”, comenta.

A questão indígena, a representatividade do negro, a diversidade de gênero e produções dirigidas por mulheres serão contempladas na grade, além de temas como futebol e ecologia.

O catálogo reúne 135 produções inicialmente. Entre as atrações estão sete filmes de Glauber Rocha (entre eles, “Deus e o diabo na terra do sol”, “Terra em transe” e “O dragão da maldade contra o santo guerreiro”) e cinco longas sobre futebol produzidos ou dirigidos por Luiz Carlos Barreto, o Barretão, como “Garrincha, alegria do povo” e “Isto é Pelé”.

A plataforma também disponibilizará acervos de mostras e eventos importantes na área de cinema, como o É Tudo Verdade, In-Edit e o Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte (Forumdoc. BH).

O público vai encontrar produções realizadas pela Festa Literária Internacional de Paraty (Flip) e pela São Paulo Companhia de Dança, além dos institutos CPFL e Alana. Também está lá o material exibido pelos canais Arte1 e TVE/Bahia.

“Trata-se de uma plataforma em evolução, que será constantemente alimentada com novas produções e ajustada de acordo com as demandas que virão dos espectadores e da produção audiovisual brasileira”, informa Claudiney Ferreira, gerente do Núcleo de Audiovisual e Literatura da instituição.

“Na curadoria de ‘O ser amazônico’, trabalhamos com o grupo Matapi – Mercado Audiovisual do Norte, apresentando apenas filmes produzidos na Região Norte”, reforçou Ferreira.

Eduardo Saron destaca que o lançamento deste sábado é apenas o primeiro passo de um planejamento que durou mais de dois anos. “Inicialmente, ele será feito apenas para navegadores de internet. A autorização para aplicativos de celular já ocorreu, mas estamos esperando para colocar a plataforma nos dispositivos móveis. A segunda fase é a chegada do Itaú Cinema e a terceira é a introdução da plataforma nas Smart TVs”, informou.

ITAÚ CULTURAL PLAY
Acesso disponível em navegadores. Pode ser acessado em www.itauculturalplay.com.br

*Estagiário sob supervisão da editora-assistente Ângela Faria


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade