Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Julia Branco lança single feminista com participação das cantoras Lio e Lay

Compositora mineira encerra o ciclo de 'Soltar os cavalos', seu primeiro álbum, e planeja gravar o segundo em junho, com produção de Chico Neves


01/05/2021 04:00 - atualizado 01/05/2021 09:11

Julia Branco (ao centro) diz que as convidadas Lio e Lay conferem ainda mais potência à letra de
Julia Branco (ao centro) diz que as convidadas Lio e Lay conferem ainda mais potência à letra de "Estrela" (foto: Leticiah F/divulgação)

Dizer que a voz é uma das protagonistas do disco de estreia de Julia Branco não é mero exagero. “Soltar os cavalos”, lançado em 2018, tem músicas marcantes – e o que as torna tão especiais é a interpretação da cantora, compositora e atriz mineira. Prestes a embarcar na jornada rumo ao segundo álbum, ela encerra o ciclo do primeiro com uma série de ações que celebram o elogiado registro. A primeira delas destaca justamente o canto, com participação das curitibanas Lay e Lio Soares, integrantes da banda Tuyo.

“Estrela”, segunda faixa do álbum, foi escolhida para ser interpretada a capella pelas três. Ou seja, sai de cena a instrumentação robusta da versão original e ficam apenas as vozes, que se entrelaçam entre graves e agudos ao longo de pouco mais de dois minutos.

CONVITE 
A gravação foi feita em outubro de 2018, durante a passagem da turnê “Soltar os cavalos” por Curitiba. Julia convidou Lay e Lio para uma participação especial no show, algo que se repetiu em outras cidades onde se apresentou, sempre com convites para mulheres.

“A gente fez o ensaio, sugeri algumas músicas e uma delas era 'Estrela'. Quando a gente cantou, foi muito impactante. A força das vozes me tocou profundamente. Logo quis registrar”, conta.

O encontro do trio rendeu o vídeo lançado no canal do YouTube da plataforma RROOM, gravado no HAI Studio. O áudio da performance, retrabalhado pelo produtor Chico Neves, chegou às plataformas digitais pelo Estúdio 304/Selo.

“Estrela” é parceria de Julia Branco com sua mãe, a escritora Lucia Castello Branco, e o próprio Chico. A música surgiu quando ela começou a pensar no disco, já com a imagem do cavalo em mente. Foi quando ligou para Lucia e encomendou uma letra sobre a força do animal.

“A gente não tem o hábito de trabalhar juntas. Mesmo assim, pedi que ela escrevesse. Em 15 minutos, recebi a letra. É uma síntese do assunto do disco: a luta feminista. E traz uma força ancestral”, conta Julia.

Ao comentar a nova versão, ela celebra a presença de Lay e Lio como símbolo de um dos discursos que a letra evoca. “Ter a sorte de um sonho de Nelson Mandela/ Ser a moça de saia rodada no centro da sala/ A negra liberta do horror da senzala/ Ser a fêmea com a força da voz que não cala/ Eu vou”, diz a canção.

“Antes de lançar, tive receio de como isso seria interpretado. Naturalmente, a presença da Lay e da Lio torna a letra ainda mais potente”, afirma Julia.

O lançamento do single inicia um ciclo que deve acabar ainda neste primeiro semestre. Julia não dá muitos detalhes do que vem por aí, mas adianta que a ação derradeira envolve “Cheia de dobras” – não coincidentemente, a última faixa do álbum. No ano passado, ela lançou o remix de “Sou forte”, em parceria com Marion Lamonnier.

Recém-chegada a BH após quatro meses em Massarandupió, na Bahia, Julia Branco já começou a compor as músicas de seu próximo álbum.

“Pretendo entrar em estúdio em junho. A produção vai ser do Chico (Neves)”, detalha. “Apesar de já ter começado a escrever, ainda estou tentando entender o que esse disco será. Minha ideia é que ele saia no começo do ano que vem. Antes, quero lançar singles inéditos. Será um processo mais curto, mas é isso: estou no momento de tatear o novo trabalho.”

"Quando a gente cantou, foi muito impactante. A força das vozes me tocou profundamente"

Julia Branco, cantora e compositora



NATUREZA 
No período que passou na Bahia, em contato direto com a natureza, surgiram muitas canções. Segundo Julia, isso deve influenciar tanto as letras quanto a musicalidade. O segundo disco será “mais para fora”, acredita.

“Ele vai ter o minimalismo do primeiro, até mesmo pelas condições de produção na pandemia, mas acho que as músicas serão mais dançantes. Na quarentena, comecei a estudar violão e entrei em contato com a questão melódica das canções. No entanto, tudo pode mudar no momento em que eu for para o estúdio”, conclui.

“ESTRELA”
.Single de Julia Branco com participação de Lio e Lay
.Estúdio 304/Selo
.Disponível nas plataformas digitais







receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade