Publicidade

Estado de Minas MÚSICA

Hot e Oreia lançam segundo álbum com músicas engajadas

Rappers mineiros apresentam Crianças selvagens, que traz canções que abordam educação sexual, respeito às religiões afro, além de confrontarem estruturas patriarcais


17/09/2020 04:00

Dupla mineira Hot e Oreia já faz sucesso no streaming com o álbum de estreia (Rap de massagem) e agora lança segundo disco, Crianças selvagens(foto: Paulo Abreu/divulgação)
Dupla mineira Hot e Oreia já faz sucesso no streaming com o álbum de estreia (Rap de massagem) e agora lança segundo disco, Crianças selvagens (foto: Paulo Abreu/divulgação)
 

''A 'criança selvagem' é uma busca por um ser que talvez a gente nunca consiga ser de fato, mas que nos vemos obrigados a tentar ser: alegres, coletivos e de olhos atentos às mudanças''

Hot, rapper

 
 
 
Tratar assuntos sérios com bom humor é uma das especialidades da dupla mineira Hot e Oreia. Sucesso no streaming com o álbum de estreia Rap de massagem (2019) – cujo título é uma brincadeira com o chamado “rap de mensagem” –, eles acabam de lançar um novo disco, Crianças selvagens, que traz um flow impecável e letras engajadas.

''Esse é um trabalho que sintetiza como a gente se sente na cidade e o que queremos ser dentro dela'', afirma Hot. ''A 'criança selvagem' é uma busca por um ser que talvez a gente nunca consiga ser de fato, mas que nos vemos obrigados a tentar ser: alegres, coletivos e de olhos atentos às mudanças.”

''O disco fala de uma mudança íntima que vem acontecendo com a gente nas nossas relações e de uma abertura para o novo, para aprender e desaprender o que já não faz sentido'', completa Oreia.

Aos 27 anos, os dois mantêm essa energia transformadora, mas entendem que ocupam um lugar de diálogo com os jovens. Por isso, se preocupam em abordar temas contemporâneos em canções como Vírus, que traz a voz da também mineira Nath Rodrigues. A música, que não guarda relação com a COVID-19, fala sobre a ascensão e o sucesso da dupla.

Com direção de Daniel Ganjaman, produtor responsável por trabalhos de artistas como Sabotage e Planet Hemp, o álbum também aborda temas como educação sexual, respeito às religiões afro-brasileiras, às minorias e confronta as estruturas patriarcais.

''Vou ser pai e essas questões começam a ficar mais importantes. À medida que a gente vai ficando mais conhecido, a gente sente uma responsabilidade em tratar desses assuntos também. É tudo uma questão de qual a mensagem que a gente quer passar para o mundo, qual o legado que a gente deixa para as pessoas que nos ouvem'', reforça Hot.

O tema da educação sexual, por exemplo,  está presente em Papaia,  música gravada em parceria com o rapper fluminense Black Alien. Produzidas por Rafael Fantini, as 10 faixas do trabalho trazem beats assinados por Tropkillaz, VHOOR, Coyote e Deekapz.

O destaque está no uso de samples que trazem para o universo da dupla nomes improváveis. Domingo à tarde, do cantor e compositor Nelson Ned (1947-2014), aparece na faixa Domingo. A tua presença, de Caetano Veloso, é a base para Presença.
 

''O disco fala de uma mudança íntima que vem acontecendo com a gente nas nossas relações e de uma abertura para o novo''

Oreia, rapper

 

MERGULHO NO JEQUITINHONHA

Nascido em berço artístico, Hot (Mario Apocalypse do Nascimento, neto de Álvaro Apocalypse, fundador do teatro de marionetes Giramundo) foi criado no Bairro Floresta, em BH. Já Oreia (Gustavo Rafael Aguiar, que ganhou o apelido por causa das orelhas de abano) nasceu em Medina, no Vale do Jequitinhonha, e se mudou para a capital mineira aos 15 anos.

Apesar de algumas ideias para o disco acompanharem a dupla desde o fim do ano passado, a maior parte do álbum foi concebida durante a pandemia. Com o isolamento social decretado, eles viajaram para a casa do pai de Oreia, no Vale do Jequitinhonha, onde mergulharam de cabeça no processo de criação.

''Foi um parto. O primeiro disco a gente fez na raça, sem dinheiro. No segundo, tivemos que enfrentar todas as questões impostas pela pandemia, o que 'agarrou' muito a finalização. Esperamos o melhor momento para lançar, nos organizamos para fazer toda a divulgação com os clipes. Mas como tudo na nossa carreira, no final tudo deu certo'', comemora Oreia.

CRIANÇAS SELVAGENS
• Hot e Oreia
• Malab 
• Disponível nas plataformas digitais


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade