Publicidade

Estado de Minas Vídeo

Uai, indica essa: os 10 filmes franceses mais premiados do cinema

Na estreia do programa de entretenimento do Portal Uai no YouTube, fizemos uma lista de 10 filmes premiados que você não pode deixar de ver


10/09/2020 13:20

Os filmes franceses são reconhecidos internacionalmente, tanto pela crítica especializada quanto pelas premiações. Pensando nisso, trouxemos uma lista com os 10 filmes da França mais premiados da história do cinema nesta estreia do Uai, indica essa, um programa semanal no qual daremos dicas de séries, filmes, cursos, música tudo que o mundo do entretenimento tem para oferecer.

A intenção é trazer informações sobre o que há de interessante disponível no momento e também tentar ajudar você a achar uma programação cultural nesse mundo de possibilidades. Os vídeos estarão disponíveis no canal do Youtube do Portal Uai.

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
1- Meu tio (1958)
Essa comédia ítalo-francesa conta a história de Monsieur Hulot, que entra em contato com um mundo tecnológico da casa futurista do sr. Arpel e tem muita dificuldade para se encaixar. O longa metragem recebeu o Oscar de melhor filme estrangeiro e o Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes ele também foi considerado o melhor filme estrangeiro pelo New York Film Critics Circle Award.

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
2 - Os guarda-chuvas do amor (1964)
O filme, dirigido por Jacques Demy, é uma comédia musical que conta a história de amor entre Geneviève e Guy, porém o amor deles é interrompido quando o moço tem que partir para a guerra da Argélia por dois anos. A garota precisa escolher se espera o amado ou se abre para novas possibilidades. O longa foi vencedor da Palma de Ouro no Festival de Cannes

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
3 - Um homem, uma mulher (1966)
O enredo desse clássico do gênero de romance gira em torno de dois viúvos, que se encontram, por acaso, quando visitavam seus respectivos filhos em uma escola interna. Lentamente, eles vão se revelando um ao outro, mas as memórias ainda estão muito recentes. O filme foi um sucesso de bilheterias e venceu o Oscar de melhor filme estrangeiro e melhor roteiro original. Também venceu a Palma de Ouro no Festival de Cannes e recebeu dois Globos de Ouro.

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
4 - O discreto charme da burguesia (1972)
Dirigido pelo espanhol naturalizado mexicano Luis Buñuel, que conviveu de perto com o pintor surrealista Salvador Dalí. A obra tem grandes influências do movimento artístico e a referência está refletida no enredo de “O discreto charme da burguesia” que faz uma sátira à burguesia a partir de um grupo de convidados de uma festa da alta sociedade, que nunca chegam a jantar, devido a constantes interrupções por acontecimentos surreais. O longa foi vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro, tendo sido também indicado na categoria de roteiro original. Foi indicado ao Globo de Ouro de melhor filme estrangeiro, além de vencer os prêmios BAFTA (British Academy of Film and Television Arts, responsável pela premiação anual à excelência de trabalhos realizados em meios audiovisuais) de melhor atriz e melhor roteiro.

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
5 - Caché (2005)
O suspense que alcançou grande reconhecimento nas premiações foi “Caché”, que conta a história de Georges e sua esposa Anne que um dia recebem um vídeo com imagens da casa onde moram e que foi filmada por uma câmara instalada na rua. O filme recebeu três Palmas de Ouro no Festival de Cannes, cinco prêmios do European Film Awards, além de estar na lista da BBC dos 100 Maiores Filmes do Século 21.

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
6 - Piaf - Um hino ao amor (2007) 
A cantora Edith Piaf tem um filme para chamar de seu, o longa é um musical biográfico dedicado à cantora. Marion Cotillard, que encarna Piaf, foi a primeira vencedora francesa no Oscar de “Melhor Atriz”. Ela ainda recebeu o prêmio BAFTA como melhor atriz principal, o Globo de Ouro de melhor atriz em filme musical ou comédia, além do César (a premiação mais importante do cinema da França). 

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
7 - O fabuloso destino de Amèlie Poulain (2011)
Um dos filmes franceses mais famosos de todos os tempo é “O Fabuloso Destino de Amèlie Poulain”. Lançado em 2011, ele conta a história de Amèlie, uma garçonete de Montmartre, em Paris, com uma imaginação extremamente fértil e uma enorme vontade de ajudar as pessoas a sua volta, às vezes de formas não muito usuais. O longa é o filme francês de maior bilheteria nos Estados Unidos e foi indicado a cinco Oscars, além de ter vencido quatro Césars, e dois prêmios BAFTA .

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
8 - O artista (2011)
“O Artista”, de 2011, foi o primeiro filme francês a ganhar o Oscar na categoria de Melhor Filme, ele também recebeu prêmios no Festival de Cannes e foi indicado a seis Globos de Ouro, além de 12 prêmios BAFTA. Na França, recebeu 10 indicações ao prêmio César, levando seis. O enredo, que se passa em Hollywood, no fim da década de 1920 e início da década de 1930, conta a história de um ator em declínio e uma atriz em ascensão enquanto o cinema mudo sai de moda, sendo substituído pelo cinema falado. 

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
9 - Elle (2016)
O filme “Elle” fala sobre uma executiva de uma empresa de videogames que é estuprada dentro de casa e decide não reportar o caso à polícia. O suspense rendeu à protagonista, Isabelle Huppert, uma indicação ao Oscar de “Melhor Atriz”. Apesar de não ter vencido nessa categoria, o filme foi o vencedor no Globo de Ouro como melhor filme estrangeiro e o prêmio César de melhor filme, nessa premiação ele foi indicado a outras 11 categorias.

(foto: Divulgação)
(foto: Divulgação)
10 - Visages, villages (2017)
Este documentário foi dirigido e escrito pela cineasta Agnès Varda e pelo fotógrafo JR. O filme é uma experiência fotográfica e cinematográfica pelo interior da França que os dois diretores, dentro de uma van, são responsáveis pela criação de exposições culturais ao ar livre. O longa foi vencedor da categoria de L'Œil d'or (Olho de Ouro) no Festival de Cannes.
 
*Estagiária sob supervisão do subeditor Rafael Alves


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade