Publicidade

Estado de Minas TELEVISÃO

Amauri Reis detalha como foi voltar a gravar Salve-se quem puder

Ator mineiro revela que cada um passou a ter seu camarim e maquiagens próprios. Testes de COVID-19 passam a ser obrigatórios


24/08/2020 04:00 - atualizado 24/08/2020 21:33

Em Salve-se quem puder, o ator mineiro Amauri Reis dá vida ao gerente do restaurante Baggio. Novela terá 50 capítulos cortados e novos cenários(foto: Camilla Maia/globo)
Em Salve-se quem puder, o ator mineiro Amauri Reis dá vida ao gerente do restaurante Baggio. Novela terá 50 capítulos cortados e novos cenários (foto: Camilla Maia/globo)

"No Projac, toda hora vem alguém com álcool em gel e joga em nossas mãos, além de medir nossa temperatura. Ensaiamos com máscaras e só tiramos na hora em que vamos gravar. É muito protocolo, mas é para a segurança de todos"

Amauri Reis, ator

Já passava das 15h de 3 de agosto, quando o ator Amauri Reis recebeu um telefonema da Globo avisando sobre a retomada das gravações da novela das 19h, Salve-se quem puder, dirigida por Fred Mayrink. Reis interpreta o italiano Baggio, que dirige o restaurante de Helena, vivida pela atriz Flávia Alessandra, e Hugo, personagem do ator Leopoldo Pacheco. “Aquele dia foi um momento mágico em minha vida, pois tive a certeza de que as gravações iriam ser retomadas e que voltaria a trabalhar na novela, interrompida em março por causa da pandemia.”
 
Reis conta que todas as medidas de precaução estão sendo tomadas no Projac e o elenco foi obrigado a fazer o teste de COVID-19 antes de começar as gravações. Um carro da emissora buscou o ator em BH. “Saí direto para um hotel no Rio de Janeiro, onde fiquei confinado e somente posso sair para gravar a novela. A parada foi triste para todos, porque a novela estava no auge. Já tinham sido exibidos mais de 50 capítulos.”

Durante as gravações, o ator detalha as várias medidas de proteção. “A gente chega ao Projac e toda hora vem alguém com álcool em gel e joga em nossas mãos, além de medir nossa temperatura.” E quando contracenamos com alguém, eles colocam uma espécie de parede de acrílico entre os atores. Reis conta também que os atores e envolvidos têm que ficar de máscaras o tempo todo. “Ensaiamos com elas e somente a tiramos na hora em que vamos gravar. É muito protocolo, mas não me importo, pois é para a segurança de todos.”

Para Reis, é muito bom poder voltar a exercitar a profissão. “O nosso trabalho é um prazer imenso, ainda mais que estávamos parados, angustiados e sem perspectivas. Na verdade, quando se faz uma coisa que se gosta, não há problema nenhum em ficar horas cumprindo protocolos, ainda mais que é para a nossa segurança.”

O ator chegou ao Projac na quinta-feira (20) e se surpreendeu com as mudanças feitas por causa da pandemia do coro- navírus. “Quando entrei no estúdio, vi que não era mais aquele. Desta vez, iríamos gravar na cidade cenográfica e, quando cheguei lá, tive que refazer todo o processo de higienização.”

Reis explica que o camarim passou a ser individual. “Cada ator tem o seu, com o nome e figurinos. Não tem mais camareiro, pois agora o ator mesmo se veste. Também não tem maquiador. Eles deixam tudo certinho no camarim e o ator fica lá até na hora de ser chamado para gravar.” Ele ainda ressalta que os protocolos de segurança também são cumpridos pelos câmeras e todos os envolvidos nas gravações.

O ator ressalta que essas exigências demonstram a preocupação da emissora com os funcionários e que, apesar de tudo, a hora da gravação continua sendo um “momento mágico”. “Esquecemos de tudo quando tiramos a máscara e ouvimos '1, 2, 3, gravando.'”

REESTREIA 
A primeira parte de sua gravação terminou no sábado (22), mas será retomada daqui a duas semanas. “Já tenho o roteiro de gravação de 15 dias. Retorno ao Rio daqui a duas semanas para continuar as grava- ções. Se o ator ficar 15 dias sem gravar, poderá voltar para sua cidade; caso contrário, terá que permanecer confinado no hotel. E quando voltar a gravar, terá de fazer novo teste e cumprir todo o processo de higienização”, ressalta Reis.

O ator explica que serão cortados cerca de 50 capítulos de Salve-se quem puder. “Fico triste porque, com o corte, diminuirá também a minha participação. Faltavam 104 capítulos para terminar a novela, quer dizer, tinha muita água para rolar. Imagino que o roteiro girará agora mais em torno dos artistas principais. Mas não me importo. Atuar é minha vida,  minha história,  minha alma.”

As gravações de Salve-se quem puder vão até 9 de janeiro de 2021, mas ainda não foi marcada data para a reestreia da novela.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade