Publicidade

Estado de Minas AUMENTA!

Confira filmes sobre rock disponíveis no streaming

Em 2020, o Dia Mundial do Rock (13/7) será comemorado com fãs e seus ídolos em casa. Confira dicas de filmes de ficção e documentários para matar as saudades dos shows


postado em 12/07/2020 04:00

Rami Malek venceu o Oscar de melhor ator por sua interpretação de Freddie Mercury em Bohemian rhapsody(foto: Fox Films/Divulgação)
Rami Malek venceu o Oscar de melhor ator por sua interpretação de Freddie Mercury em Bohemian rhapsody (foto: Fox Films/Divulgação)
Realizado em 13 de julho de 1985, o megafestival beneficente Live Aid reuniu nomes tão poderosos (como Queen, Mick Jagger, Keith Richards, Elton John, Paul McCartney, David Bowie e U2) que a data acabou adotada como o Dia Mundial do Rock.

Embora a legitimidade e a relevância dessa data seja uma espécie de tabu entre roqueiros mais ortodoxos, julho acaba se tornando um mês mais barulhento no calendário de eventos musicais. Neste 2020, com shows suspensos em todo o planeta devido à pandemia do novo coronavírus, isso será diferente. Mas nem por isso o público precisa ficar longe das maiores lendas desse gênero musical. Filmes e séries oferecerem a oportunidade de fãs aumentarem o volume deste dia 13 e ao menos relembrarem como é estar diante de um ídolo e cercado por milhares de pessoas.

Recentemente, Hollywood uniu suas tradicionais paixões por musicais e biografias de astros com o barulho do rock. A receita foi um tremendo sucesso. Bohemian rhapsody (2018), sobre a vida de Freddie Mercury e sua trajetória no Queen, e Rocketman (2019), que biografa Elton John, despontaram nas grandes premiações, com indicações e prêmios no Oscar e no Globo de Ouro, entre outros.

Para quem não viu ou quer rever, os dois títulos estão disponíveis no catálogo do Telecine Play. O filão “luz, câmera e rock’n’roll” se estende por muitos outros títulos acessíveis nos serviços de streaming mais populares.
Rocketman, sobre a trajetória do britânico Elton John, é outro sucesso recente disponível na plataforma de streaming do canal de TV paga (foto: Paramount Pictures/Divulgação)
Rocketman, sobre a trajetória do britânico Elton John, é outro sucesso recente disponível na plataforma de streaming do canal de TV paga (foto: Paramount Pictures/Divulgação)

Na plataforma da rede Telecine ainda estão O último concerto de rock, dirigido por Martin Scorsese. Lançado em 1978, o documentário registra, como indica o título, o último show dos canadenses da The Band. As filmagens incluem as participações de Eric Clapton, Neil Young e Muddy Waters, além de entrevistas e cenas de bastidores.

No catálogo do Telecine está também o longa russo Verão, de Kirill Serebrennikov, selecionado para a disputa da Palma de Ouro, em Cannes, há dois anos. É uma oportunidade de testemunhar a curiosa perspectiva do estilo musical na União Soviética, por meio da biografia dramatizada de Viktor Tsoi, considerado o primeiro astro de rock na Rússia comunista.
Em Yesterday, apenas um homem é capaz de recordar asmúsicas dos Beatles, depois de um misterioso %u201Capagão%u201D no planeta (foto: Universal Pictures/Divulgação)
Em Yesterday, apenas um homem é capaz de recordar asmúsicas dos Beatles, depois de um misterioso %u201Capagão%u201D no planeta (foto: Universal Pictures/Divulgação)

EXAGEROS 
Na Netflix é possível assistir (e ouvir, é claro) à história de outras grandes bandas ou artistas. The dirt - Confissões do Mötley Crüe, produção original e exclusiva da plataforma, lançada no ano passado, conta a história do excêntrico grupo norte-americano.

A direção é de Jeff Tremaine, com Douglas Booth, Iwan Rheon, Colson Baker e Daniel Webber interpretando, respectivamente, Nikki Sixx, Mick Mars, Tommy Lee e Vince Neil. Com classificação indicativa para maiores de 18 anos, o filme não esconde os exageros do quarteto, que iam bem além de televisores atirados pela janela de hotéis.

Sinônimo de diversão para muitos, apesar da iconografia sombria em seu entorno, o rock também embalou algumas comédias de sucesso, como Detroit, a cidade do rock, disponível na Netflix. Lançada em 1999, trata de quatro jovens que fazem de tudo para ver um show do Kiss na cidade.

Uma das mais conhecidas é Escola de rock (2003), estrelada por Jack Black, que recebeu uma indicação ao Globo de Ouro por essa atuação. O longa está disponível no Telecine Play, assim como The rocky horror picture show, esse de 1975, e num estilo que mistura musical e terror, sob a direção de Jim Sharman. Yesterday, do ano passado, em que um jovem se torna a única pessoa do planeta a conhecer a obra dos Beatles, depois de um fenômeno misterioso, também está por lá.

Para quem prefere os documentais, na Netflix se encontram The Rolling Stones: Crossfire hurricane (2012), de Brett Morgen, e Sepultura: endurance. Este último, dirigido por Otavio Juliano, conta a história do grupo formado em Belo Horizonte que se tornou uma das mais importantes bandas de heavy metal do mundo, com imagens de arquivo e depoimentos de atuais integrantes e outros nomes emblemáticos do metal mundial.

Raul Seixas, em Raul: O início, o fim e o meio (2012, de Walter Carvalho), e o Barão Vermelho, em Por que a gente é assim? (2017, de Mini Kerti), são outros exemplos de documentários em torno do rock nacional disponíveis na plataforma.

A evolução do rock por aqui, bem como a história de seus protagonistas, ganharam especial neste julho na programação do Canal Brasil, com a mostra Mês do Rock. De segunda a quarta, o canal exibe um filme ou show, às 18h.
Sepultura endurance está na programação especial do Canal Brasil dedicada ao mês do rock(foto: o2Play/Divulgação)
Sepultura endurance está na programação especial do Canal Brasil dedicada ao mês do rock (foto: o2Play/Divulgação)

TOCA RAUL 
Nesta segunda (13) ocorre a íntegra do tributo com O baú do Raul - 25 anos sem Raul Seixas, de 2015, no qual vários integrantes da cena contemporânea homenageiam o astro. A seleção terá também Raul: O início, o fim e o meio, na terça (14), e o documentário Loki – Arnaldo Baptista, na quarta (15).

Até o fim do mês, ainda serão exibidos Rock Brasília – Era de ouro (2011), no qual Vladimir Carvalho mostra o efervescente movimento na capital federal que deu origem a Legião Urbana, Paralamas do Sucesso e outras, além de Sepultura: Endurance e Titãs – A vida até parece uma festa (2008), de Oscar Rodrigues Alves e Branco Mello. O canal ainda exibe diariamente a série A trilha do rock no Brasil, às 17h30.

Se mesmo com tantas opções a predileção for pelo rock em seu estado mais puro, sem cenas, diálogos ou roteiros, também é possível assistir a shows antológicos pela TV. No Globosat Play, que abriga várias atrações exibidas pelo canal Bis, os assinantes podem assistir a apresentações na íntegra. É o caso de Roger Waters Us + Them, que esteve em recente e elogiada turnê mundial, com passagem inclusive por Belo Horizonte.

O acervo passeia por vertentes e estilos, disponibilizando ainda Guns’ n ‘Roses - Live in O2 Arena,  de 2013,  um show do Foo Fighters na Acrópole de Atenas, em 2017, e a apresentação do Black Sabbath em Birmingham, terra natal de Ozzy Osbourne, dentro da turnê The end, em 2017.

“Do fundo do baú” estão disponíveis a apresentação que seria a última de David Bowie sob a persona Ziggy Stardust, em 1973, e uma do The Doors, no festival da Ilha de Wight, em 1970. No mesmo catálogo ainda existem documentários sobre alguns dos principais nomes do rock mundial, como Ramones, The Clash, Queen, Iron Maiden, The Who e Lemmy Kilmister.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade