Publicidade

Estado de Minas

Fenac está com inscrições abertas para sua edição on-line

Tradicional Festival Nacional da Canção será realizado em setembro de forma digital por causa da pandemia


postado em 07/07/2020 04:00 / atualizado em 07/07/2020 10:26

Por causa da pandemia, Festival Nacional da Canção terá edição especial este ano e celebração dos 50 anos do evento ficará para 2021(foto: Walber Mizaeu Júnior/divulgação )
Por causa da pandemia, Festival Nacional da Canção terá edição especial este ano e celebração dos 50 anos do evento ficará para 2021 (foto: Walber Mizaeu Júnior/divulgação )
Em 2020, o Festival Nacional da Canção (Fenac) completa meio século de existência. Desde o ano passado, a organização do evento já havia começado a rascunhar ideias para a edição comemorativa. Ela seria uma das maiores do projeto e contaria com a participação especial do Grupo Corpo. Por causa da pandemia do coronavírus, as apresentações presenciais tiveram que ser cancelados e os planos para o festival adiados.

“Nós tínhamos já preparado um evento marcante para comemorar esses 50 anos e tivemos que cancelar tudo, todos os contratos. Mas, para não quebrar a sequência, decidimos fazer uma edição especial este ano”, conta Gleizer Naves, fundador e diretor do Fenac. O festival será totalmente on-line este ano e os compositores devem fazer as inscrições até 7 de agosto pelo site www.festivalnacionaldacancao.com.br.

Faltando 30 dias para finalizar as inscrições, o festival já recebeu mais de 200 canções autorais. Apesar de esperar 1.500 inscrições em média, Gleizer não considera essa como a edição dos 50 anos do Fenac. “Por isso que demos o nome de edição especial. Os 50 anos mesmo vamos comemorar no ano que vem. Mas como o festival tem um nome forte entre os artistas, a receptividade está muito boa, todo mundo ligando e elogiando”, explica.

“No ano passado, fizemos uma experiência com o formato on-line e recebemos críticas de alguns participantes, porque tinha quem achasse que o (modelo) on-line poderia não dar certo. Mas, na minha intuição, já imaginava que o futuro é on-line e, de alguma forma, se quisesse manter o festival por mais 50 anos, teria que começar a investir nesse perfil e deu certo”, comemora o diretor. Na edição 2019, 10% das vagas foram abertas para as inscrições on-line.

Gleizer conta que a intenção de abrir as participações on-line era, principalmente, alcançar artistas de fora de Minas Gerais. Com isso, o Fenac recebeu inscrições de artistas de várias partes do mundo. “Recebemos cerca de 150 músicas do exterior, com a característica obrigatória de a letra ser em português.” Para ele, a experiência on-line de 2019 foi fundamental para decidirem fazer o festival digital em 2020. “Tudo que tínhamos que errar nós já erramos no ano passado. Agora, apenas aperfeiçoamos o modelo”, brinca.

O Fenac on-line será realizado em 4 e 5 de setembro e transmitido ao vivo pelas redes sociais do festival. “É um trabalho penoso, no sentido de que dá trabalho, porque tanta gente de qualidade e apenas 30 vão poder mostrar o trabalho no evento”, explica Gleizer. Uma das novidades desta edição é que os artistas descobrirão com o público quais as canções selecionadas.

“A apresentação será ao vivo, vamos ter um estúdio com telão e dois apresentadores. Apresentaremos as 30 músicas selecionadas e será surpresa. Até esse momento, ninguém saberá quais são as canções escolhidas”, adianta Gleizer. Segundo ele, essa também é uma forma de incentivar as pessoas a assistirem ao festival. Os vencedores serão divulgados em 5 de setembro, depois que todas as canções selecionadas tiverem sido apresentadas.

Nesta edição, também poderão se inscrever artistas de fora do Brasil.

Mesmo com a edição on-line, serão distribuídos R$ 15 mil em prêmios, além do cobiçado troféu Lamartine Babo. “O Fenac nunca teve como propósito revelar talentos, mas dar oportunidades para os talentos. O Brasil é muito rico de música e de uma maneira geral as pessoas não têm a oportunidade de mostrar o que estão fazendo”, ressalta Gleizer.

O Fenac é realizado desde 1971, em praças públicas de cidades mineiras. “Comecei o festival porque era fanático com esses eventos. Minha mãe ainda brincava comigo: 'Menino, como você pode gostar disso?'. Então, quando me mudei para Boa Esperança (Sul de Minas), decidi que faria o meu festival”, recorda Gleizer.

*Estagiária sob supervisão da subeditora Tetê Monteiro

INSCRIÇÕES
Até 7 de agosto pelo site www.festivalnacionaldacancao.com.br. O Fenac on-line será realizado em 4 e 5 de setembro, com transmissão ao vivo pelas redes sociais do festival.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade