Publicidade

Estado de Minas PRODUÇÃO NACIONAL

Na série 'Hard', mãe de família produz vídeos pornográficos

Natália Lage protagoniza seriado brasileiro que estreia domingo, na HBO. Comédia com ares dramáticos mostra a transformação radical da vida de uma dona de casa conservadora


postado em 15/05/2020 04:00

Em Hard, Natália Lage faz o papel da dona de casa conservadora obrigada a assumir o comando de uma produtora de vídeos pornôs(foto: HBO/DIVULGAÇÃO)
Em Hard, Natália Lage faz o papel da dona de casa conservadora obrigada a assumir o comando de uma produtora de vídeos pornôs (foto: HBO/DIVULGAÇÃO)

O que você faria se ficasse viúva e descobrisse que o negócio de seu marido, que sustenta a família, é uma produtora de vídeos pornôs? É esse o dilema de Sofia, personagem de Natália Lage que protagoniza Hard, série que a HBO lança no domingo (17). É uma comédia sem pastelão, por vezes com ares dramáticos. E ainda que trafegue no universo da produção pornográfica, é sexy, sem ser vulgar.

O episódio de estreia acompanha justamente a virada radical na vida de Sofia, dona de casa conservadora, que renunciou à carreira de advogada para cuidar dos dois filhos. De uma hora para a outra, ela tem de se colocar à frente de um negócio, mas não tem a menor ideia de como ele funciona. Hard é adaptação da série francesa homônima, que teve três temporadas entre 2008 e 2015.

“Adaptamos a série para a realidade brasileira dos dias de hoje, colocando um tempero nosso e também fazendo uma mudança temporal, porque o universo pornográfico se transformou completamente nos últimos anos”, comenta Rodrigo Meirelles, diretor-geral da produção.

Coprodução da HBO com a Gullane, Hard foi rodada em São Paulo. Completam o elenco principal Júlio Machado, Martha Nowill, Fernando Alves Pinto e Denise Del Vecchio.

Natália Lage afirma que pesquisou muito para criar a personagem. “Era um universo desconhecido para mim. Vi muitos documentários sobre a indústria pornô e também participei de encontros com atores pornôs profissionais”, ela conta.

''As cenas depornografia são para apresentar a curva de transformação da personagem, mulher muito conservadora''

Rodrigo Meirelles, diretor da série



Para a atriz, o desafio foi encontrar o tom. “Tem um tom de comédia que não é exacerbado, e os primeiros acontecimentos são trágicos. Além disso, foi muito importante a preparação de elenco não só para mim, mas para o grupo que faz os atores pornôs.”

Tem nudez e sexo? “Tem, mas muito em função da estrutura dramática. As cenas de pornografia são também para apresentar a curva de transformação da personagem, mulher muito conservadora”, diz Rodrigo Meirelles. “Vamos dizer que elas (as cenas) são a cereja do bolo, pois revelam um ambiente com o qual muitas pessoas não têm contato, que, de certa forma, é meio marginal”, acrescenta Natália.

A Hard original teve 18 episódios em suas três temporadas. A brasileira também. Agora só serão exibidos os seis episódios do primeiro ano, mas as demais temporadas já foram gravadas. “Nunca tínhamos feito dessa maneira. Na hora em que começamos a produção, vimos que não tinha sentido fazer seis episódios e parar. Estrear com a série pronta nos deixa contentes, dá uma garantia de qualidade”, diz Roberto Rios, vice-presidente de produções originais da HBO Latin America.

Na opinião dele, que coordena a produção de séries em outros países da América Latina, o Brasil desponta no cenário por sua diversidade. “Além de estar muito adiantado em qualidade das produções, já que as duas últimas décadas foram muito intensas, o Brasil é um país continental. Só nos polos criativos de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas, Sul e Nordeste há uma variação (de estilos e gêneros) que nenhum outro lugar da América Latina tem.”

HARD
• A série estreia no domingo (17), às 23h, na HBO e no app HBO Go. A primeira temporada tem seis episódios.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade