Publicidade

Estado de Minas CULT...

'Aquarela do Brasil' é a canção mais gravada do Brasil

Clássico do mineiro Ary Barroso lidera o ranking divulgado pelo Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad). Em seguida vêm 'Carinhoso' e 'Garota de Ipanema'


postado em 04/02/2020 04:00

(foto: Arquivo O Cruzeiro)
(foto: Arquivo O Cruzeiro)

O Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (Ecad) divulgou o ranking das músicas mais gravadas do país. Aquarela do Brasil, clássico do mineiro Ary Barroso (foto), é a campeã, com 399 gravações. Carmen Miranda, Elis Regina, Dominguinhos, Cauby Peixoto, Agnaldo Rayol, Alcione e Alexandre Pires, Dionne Warwick, Luciano Pavarotti e Plácido Domingo registraram a canção. A seguir vêm Carinhoso (389), de Pixinguinha e João de Barro; Garota de Ipanema (376), de Tom Jobim e Vinicius de Moraes; Asa Branca (304), de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira; Manhã de carnaval (276), de Luiz Bonfá e Antônio Maria; Eu sei que vou te amar (257), de Vinicius de Moraes e Tom Jobim; Wave (238), de Tom Jobim; Corcovado (228), de Tom Jobim; e Chega de saudade (228), de Tom e Vinicius.

(foto: Adrian Dennis/AFP)
(foto: Adrian Dennis/AFP)

BAFTA
PRÊMIOS E POLÊMICA

No domingo (9), uma coisa é garantida: o Oscar não vai escapar da polêmica. Certamente, se repetirão em Los Angeles as críticas ouvidas na entrega do Bafta, realizada no fim de semana, em Londres. Joaquin Phoenix (foto) agradeceu o prêmio por sua atuação em Coringa, mas se disse “em conflito” porque “colegas merecedores” foram excluídos das indicações. “Acho que enviamos uma mensagem muito clara às pessoas de cor de que elas não são bem-vindas aqui”, discursou. “Essa não é uma condenação hipócrita. Sinto-me envergonhado em admitir que sou parte do problema.” Pippa Harris, presidente do Bafta, lamentou a ausência de mulheres na categoria de melhor direção e admitiu ser “exasperante” a falta de negros nas principais categorias.

• • •

No caso do Oscar, não haverá mulheres disputando a categoria direção, apesar dos elogiados filmes de Greta Gerwig (Adoráveis mulheres), Lulu Wang (A despedida) e Olivia Wilde (Fora de série). A ausência feminina ocorreu também no Globo de Ouro, entregue em janeiro, nos Estados Unidos.

• • •

1917 e seu diretor, Sam Mendes, foram vitoriosos do Bafta, assim como no Globo de Ouro. O longa venceu em sete categorias, inclusive melhor filme e direção. Coringa ficou com três prêmios, incluindo o de Phoenix, também ganhador do Globo de Ouro. Renée Zellweger levou o troféu de melhor atriz por Judy: muito além do arco-íris, e Brad Pitt o de melhor ator coadjuvante. Ambos repetiram as respectivas performances no Globo de Ouro.

(foto: Frederico Herrmann/Divulgação)
(foto: Frederico Herrmann/Divulgação)

DUDUDE
LABORATÓRIO DE CRIAÇÃO

De abril a junho, Dudude (foto), um dos principais nomes da dança em Minas Gerais, promove laboratório de criação voltado para bailarinos, atores, performers e músicos de 20 a 40 anos, moradores de BH. Eles devem ter pelo menos dois anos de experiência profissional. De acordo com Dudude, o projeto Lab In-vento terá atividades em março, envolvendo reciclagem, estudo, prática e aperfeicoamento técnico dos participantes. A coreógrafa reforça que sua proposta, antes de tudo, é um espaço de troca. As inscrições podem ser feitas até 22 de fevereiro e a turma terá 12 pessoas. Selecionados receberão ajuda de custo. Inscrições e informações – https://forms.gle/owhjUh61ZD9aKFMm6. A divulgação do resultado ocorrerá em 25 de fevereiro.

(foto: Fabiano Santos/Divulgação)
(foto: Fabiano Santos/Divulgação)

SINGLE
DETONAUTAS E MZ

Detonautas Roque Clube (foto) se juntou ao rapper Mozart MZ e mandou para as redes a inédita O que tiver de ser, canção assinada por MZ, Vitor WAO e Tico Santa Cruz. De acordo com Tico, o single tem pegada noventista, é dançante e fala de amor. A produção leva a assinatura de WAO e Asigla, repetindo a parceria de 2019 na faixa Ilumina o mundo, do Detonautas e do rapper Pelé MilFlows. O que tiver de ser, segundo Tico, “é pop, ragga, rap e rock na atitude”, com o propósito de “levar o clima de verão e de sol pro ano todo”.

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade