Publicidade

Estado de Minas ARTES VISUAIS

Museu de Arte da Pampulha reabre mostra que teve só um dia de visita

MAP voltou a funcionar nesta quarta (25), após reparos, segundo a Fundação Municipal de Cultura. Pasta informou que, terminada a mostra, em novembro, museu ficará dois anos fechado para reforma e restauro


postado em 27/09/2019 04:00 / atualizado em 26/09/2019 19:09

Obra da artista mineira Sara Lana, uma das 10 selecionadas para o programa de residência(foto: Sara Lana/Divulgação)
Obra da artista mineira Sara Lana, uma das 10 selecionadas para o programa de residência (foto: Sara Lana/Divulgação)

A exposição 7ª Bolsa Pampulha foi reaberta na quarta-feira (25), no Museu de Arte da Pampulha (MAP), e poderá ser visitada até 17 de novembro. A mostra reúne trabalhos dos 10 artistas participantes do programa de residência promovido pela Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), em parceria com o instituto JA.CA. Foram selecionados pelo programa artistas de Minas Gerais e de outros quatro estados (Rio de Janeiro, Bahia, Goiás e Maranhão).

A abertura da mostra, com o resultado dos trabalhos desenvolvidos durante os seis meses de residência, estava prevista para o último dia 14. Na véspera, a PBH anunciou que problemas hidráulicos e elétricos levaram à necessidade de fechar o MAP. Com isso, a exposição não seria aberta. Após negociação dos artistas com a Fundação Municipal de Cultura (FMC), o vernissage ocorreu, entre as 14h e 18h do sábado (14), e o museu foi fechado em seguida.

A decisão de fechar o acesso do museu à visitação indignou os artistas, que suspeitaram que a medida havia sido tomada por causa do teor das obras. "Em reunião com a FMC, entendemos que o museu precisa de reparos desde 2014 e, de lá para cá, ocorreram diversas exposições. Gostaríamos de saber de quem partiu o pedido de vistoria e quais as mudanças encontradas do último para o atual laudo. Como a vistoria aconteceu com a exposição já montada, temos o receio de ser um boicote. Por isso é importante um comparativo para entender qual a grande mudança no museu que impossibilita a atual exposição, sabendo que, até no mês passado, havia exposição e programação abertas ao público", disse a artista mineira Sara Lana, em entrevista ao Estado de Minas, que publicou reportagem a respeito do cancelamento da exposição no último dia 18.

Ouvida, a FMC afirmou que as atividades do museu estavam “suspensas provisoriamente” e disse que “com o intuito de não prejudicar a exposição do projeto Bolsa Pampulha, prevista para o espaço, a Prefeitura garantiu a abertura da mesma, realizada no último sábado, dia 14, e está tomando todas as providências emergenciais para reabrir o Museu nos próximos dias, realocando as obras dentro do próprio espaço e mantendo a integridade da exposição e a segurança dos visitantes e funcionários”.

Na quarta (25), o MAP foi reaberto e, de acordo com a FMC e o JA.CA, a exposição ficará em cartaz até a data inicialmente prevista – 17 de novembro. Segundo informou a Fundação Municipal de Cultura via assessoria de imprensa, “os espaços expositivos do Museu de Arte da Pampulha (MAP) foram reabertos após realização de manutenções e contratações emergenciais, visando a segurança de visitantes e funcionários. Desta forma, a exposição 7ª Bolsa Pampulha ficará em exibição até o dia 17 de novembro, de terça a domingo, das 9h às 18h.  Após o encerramento da exposição, o Museu ficará fechado para a realização de obras de reforma e restauro com recursos garantidos na ordem de R$ 7 milhões e previsão de duração de dois anos”.
O mineiro Desali, um dos bolsistas, promove performance no sábado (28)(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A.Press)
O mineiro Desali, um dos bolsistas, promove performance no sábado (28) (foto: Alexandre Guzanshe/EM/D.A.Press)

Com a retomada da exposição, será realizada neste sábado (28), às 14h, a performance Leilão Piolho Cassino Dandara, idealizada por Desali, um dos mineiros selecionados para esta edição do Bolsa Pampulha. Com a performance, Desali faz uma sátira aos tradicionais leilões e negociantes do mercado das artes.

O artista construiu uma galeria itinerante na Ocupação Dandara, no Bairro Céu Azul, administrada pela própria comunidade. O leilão contará com obras produzidas e expostas no espaço com a colaboração de moradores e artistas residentes. 

COLETIVA

Confira os 10 artistas participantes da mostra

. Alex Oliveira (BA)
. David de Jesus do Nascimento (MG)
. Dayane Tropicaos (MG)
. Desali (MG)
. Gê Viana (Maranhão)
. Guerreiro do Divino Amor (RJ)
. Sara Lana (MG)
. Sallisa Rosa (Goiás)
. Simone Cortezão (MG)
. Ventura Profana (BA)

7ª BOLSA PAMPULHA
Exposição coletiva. Museu de Arte da Pampulha. Av. Otacílio Negrão de Lima, 16.585, Pampulha. Sábado (28), às 14h, performance Leão Piolho Cassino Dandara, criação de Desali. O espaço funciona de terça-feira a domingo, das 9h às 18h. A mostra ficará em cartaz até 17 de novembro.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade