Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Mário Fontana


postado em 05/06/2019 04:09

(foto: Victoria Jones/AFP)
(foto: Victoria Jones/AFP)
• Empresas de TV por assinatura já entraram em campo para combater de imediato uma ação de pirataria que vem crescendo e ameaça se expandir no país. Está à venda um aparelho capaz de fornecer, gratuitamente, acesso a mais de 6 mil canais (!) de televisão paga, filmes e séries de sucesso. Prejuízo monumental à vista: R$ 9 bilhões por ano.




TRUMP
Sem condecorações

Cá entre nós, o presidente Donald Trump, no jantar de gala que lhe foi oferecido pela rainha Elizabeth II (foto), parecia mal ajambrado em sua casaca, dando a entender que usava o traje pela primeira vez. Aliás, não trazia nenhuma condecoração, o que contrastava com as figuras da realeza fartamente ornadas de medalhas. O negócio é que a Constituição dos Estados Unidos proíbe governantes civis de ostentar qualquer tipo de medalha em seus trajes. Não se sabe por quê. No Brasil, os grandes banquetes com casaca e condecorações foram extintos. Os últimos ocorreram no governo militar.

PRÉDIO DA JUSTIÇA
Em busca de um nome

O novo prédio do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, instalado no edifício da extinta Telemig, no alto da Afonso Pena, inaugurado em 21 de julho de 2017, continua sem denominação oficial. Foi sugerido o nome Palácio da Justiça, logo vetado pela direção da corte, pois essa denominação pertence de direito ao velho prédio da Afonso Pena, ao lado do Automóvel Clube. Nomes de políticos e juristas têm sido sugeridos, mas não houve consenso. A tendência é homenagear um jurista mineiro de porte nacional. O presidente do TJ, desembargador Nelson Missias, pretende dar solução ao impasse até o final de seu mandato.

PATINETES
Expansão em foco

A onda de patinetes elétricos continua se propagando por todo o país, principalmente nas capitais. Belo Horizonte não fica atrás, pois as empresas que exploram o ramo estão planejando aumentar o número de pequenos veículos oferecidos ao público. Sinal de que as calçadas de BH poderão ficar mais perigosas para os pedestres – e as ruas para os condutores de patinetes. Apesar de medidas normativas terem sido anunciadas, o setor continua sem regulamentação definitiva. O certo é que vamos topar com mais veículos largados nas calçadas. Sem dúvida.

MÁRIO NEVES
Cidadão Honorário de BH

O conhecido publicitário Mário Neves, diretor de marketing dos Diários Associados em Minas Gerais, será homenageado pela Câmara Municipal de Belo Horizonte, que lhe concederá o título de cidadão honorário em sessão solene marcada para 13 de junho. A proposta é do vereador Helinho da Farmácia. Os convites estão sendo feitos pela presidente da Câmara, vereadora Nely Aquino, pelo deputado Wendel Mesquita e pelo proponente. Às 19h.

NO AC
Níver prestigiado

O restaurante do terceiro andar do Automóvel Clube voltou a se movimentar, na semana passada, com o almoço comemorativo do aniversário da desembargadora Márcia Milanez, que reuniu figuras da magistratura, gente de sociedade e juristas. Em destaque o número de desembargadoras presentes, colegas da aniversariante, ao lado dos representantes masculinos da classe. Maria José Capanema, uma das organizadoras do encontro, encarregou-se de fornecer o bolo. Que só tinha uma velinha.

CREMAÇÃO
Bula papal

Completam-se hoje 55 anos da bula decretada pelo papa Paulo VI que liberou os católicos do pecado da cremação. Antes, era proibido cremar corpos dos fiéis. No Brasil, até hoje ainda permanece um certo temor a respeito.

EM BH
Almoço de aniversário

Betânia e o conhecido geneticista Sérgio Pena foram os organizadores do almoço-surpresa realizado no Vecchio Sogno para comemorar o aniversário de Danuza Camargos, irmã de Betânia, que serviu também para festejar as novas atividades da aniversariante na famosa clínica genética Gene, fundada por Sérgio. O restaurante de Ivo Faria ficou praticamente por conta do evento, com presença de mais de 60 convidados, entre gente de sociedade e da classe médica.

OSCAR VITO
Figura querida

Ainda que en retard, a coluna registra o falecimento do empresário Oscar Vito Pentagna Salgado, vitorioso nos negócios, ligado à família Pentagna Guimarães. Solteirão empedernido, nos últimos anos teve a empresária Ângela Gutierrez como sua grande amiga. Era tão querido que ganhou duas missas de sétimo dia: uma mandada rezar pelos amigos, na parte da manhã, e outra à noite, encomendada por familiares.

PRIMO, PRIMA
Adeus ao anfitrião

A vida noturna de BH perdeu um de seus mais tradicionais e entusiásticos batalhadores: o empresário Otávio Clementino, fundador da boite Primo, Prima. Há mais de 30 anos mantinha o estabelecimento com seu temperamento agitado, sempre ao lado da mulher, Lídia Fonseca. Recebia os amigos com o devido ardor cívico dos homens da noite. Fumante inveterado, batizou a casa de “smoking club”, mesmo com a condenação mundial do vício. Deixa saudades.

LEMBRANÇAS
De 5 de junho

A data de hoje registra os 116 anos da morte do médico e escritor Pedro Nava, mineiro de Juiz de Fora, considerado o maior memorialista da literatura brasileira. Formou-se em medicina em Belo Horizonte, onde foi colega de JK. Seu livro mais famoso é Bau de ossos. Deu fim à vida em 1984, no Rio de Janeiro.

• • •

Hoje se registra uma coincidência na música popular brasileira: Erasmo Carlos, o Tremendão, nasceu em 5 de junho em 1941, no Rio de Janeiro, enquanto Wanderléa veio ao mundo em Governador Valadares, em 1946. Seu nome é Wanderléa Charlup Boere Salim, descendente de libaneses. Salve a Jovem Guarda!


Publicidade