Conteúdo para Assinantes

Continue lendo ilimitado o conteúdo para assinantes do Estado de Minas Digital no seu computador e smartphone.

price

Estado de Minas Digital

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas digital por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

Com pegada renovada

Em nova formação, incluindo vocalista de BH, a banda Iconili faz show de lançamento de Quintais. Canções bebem na fonte do rock progressivo e da musicalidade africana


postado em 31/05/2019 04:09

Repertório da banda Iconili, no Sesc Palladium, terá o CD recente na íntegra e algumas faixas de discos anteriores (foto: Gabriela Schmidt/Pedro Moura/Divulgação)
Repertório da banda Iconili, no Sesc Palladium, terá o CD recente na íntegra e algumas faixas de discos anteriores (foto: Gabriela Schmidt/Pedro Moura/Divulgação)


São 12 anos de uma banda que não para de mudar. Quintais, quarto álbum do Iconili, ganha show de lançamento nesta sexta (31), no Sesc Palladium. No palco, o combo de 11 músicos vem com algumas novidades na formação: a cantora Josi Lopes, a percussionista Chaya Vazquez e o baterista Fernando Feijão.

Sim, a big band instrumental agora tem uma cantora. A belo-horizontina Josi Lopez, 31 anos, depois de uma temporada em São Paulo atuando em musicais (O Rei Leão, Mudança de hábito, Ghost e Alegria, alegria), retornou à cidade para dar uma guinada na carreira. Que veio através de um réveillon passado em Milho Verde, onde conheceu a banda Iconili.

Na passagem de ano de 2017 para 2018, foi chamada para fazer improvisos. “Fiquei muito tempo fazendo musicais, então estava com muita vontade de experimentar minha voz em outros lugares.” Daquele encontro no interior veio o convite para participar de Quintais. “A Iconili é uma banda muito horizontal, em que todos compõem”, continua Josi, que faz vocalises em algumas faixas (Sete fluidos é uma delas) e interpreta textos autorais em outras (Íris).

“Colocar os textos na música da banda veio muito por conta dessa experiência com teatro. A voz é o instrumento que domina a palavra. Em algumas músicas me inspirei em dialetos africanos, não fico fazendo só lá lá lá, já que procuro usar fonemas”, continua Josi.
Produzido por Leonardo Marques e lançado pela Natura Musical, Quintais reúne nove faixas, que bebem na fonte – principalmente do rock progressivo e da música africana. No show desta sexta, o primeiro do novo álbum (e o primeiro em que Josi se apresenta com a banda em BH), o disco será executado integralmente.

Além disso, serão tocadas duas faixas de discos anteriores, O rei de Tupanga (de Tupi novo mundo, 2013) e Frenética (de Piacó, 2015). As duas faixas são lados B, segundo ela, que não eram executadas pela banda havia bastante tempo. Além dos três novos integrantes, o Iconili vai tocar nesta sexta com o percussionista Paulo Santos. O ex-integrante do Uakti também participou de Quintais.

Também no teatro


Paralelamente ao trabalho com a Iconili, Josi Lopes também ensaia com a Companhia Brasileira de Teatro. O grupo paranaense, capitaneado por Márcio Abreu, ensaia uma montagem de Platonov, primeiro texto dramático escrito (e nunca encenado) pelo dramaturgo russo Anton Tchékhov. O espetáculo estreia em julho no CCBB do Rio de Janeiro.

ICONILI

Show de lançamento do álbum Quintais. Nesta sexta (31), às 21h, no Sesc Palladium, Rua Rio de Janeiro, 1.046, Centro. Ingressos: R$ 25 (inteira), R$ 12,50 (meia) e R$ 10 (associados do Sesc).



Publicidade