UAI
Publicidade

Estado de Minas PESQUISA

Cidade bíblica de Sodoma pode ter sido destruída por asteroide

Na Bíblia, cidade foi destruída com fogo por Deus como punição aos pecados de seus habitantes


20/10/2021 12:17

Segundos pesquisadores, só dois fenômenos poderiam causar o estrago: uma bomba atômica ou a queda de um asteroide
Segundos pesquisadores, só dois fenômenos poderiam causar o estrago: uma bomba atômica ou a queda de um asteroide (foto: Nature/ reprodução)
Pesquisadores da East Carolina University, nos Estados Unidos, acreditam ter descoberto a localização da cidade bíblica de Sodoma e a possível causa de sua ruína: a queda de um asteroide. A descoberta foi publicada em um artigo na Nature em setembro. 

Na Bíblia, Sodoma, uma cidade perto do Mar Morto, foi destruída por Deus com fogo e enxofre jogado do céu. No livro de Gênesis é relatado que a cidade e seus habitantes foram queimados como punição por seus pecados. 

Em 2005, arqueólogos descobriram uma camada de 1,5m de espessura de destroços, formada por materiais submetidos a um intenso calor em Tall el-Hammam, na Jordânia. A camada era formada por muito carvão e cinzas, tijolos e cerâmicas derretidas.

Segundos os pesquisadores, só existem dois fenômenos que poderiam causar todo esse estrago: a explosão de uma bomba atômica ou a queda de um asteroide. A primeiro hipótese foi descartada, já que naquela época essa tecnologia ainda não existia. 

De acordo com eles, possivelmente o asteroide que atingiu a cidade era do mesmo tamanho de um outro que caiu em Tunguska, na Rússia, em 1908. Na ocasião, o corpo celeste destruiu mais de 2000 km² de floresta.


A estimativa é que em Tall el-Hammam o asteroide tenha matado 8 mil pessoas em 1650 a.C., cerca de 3.600 de anos atrás. 

Os pesquisadores apontam que o relato bíblico da destruição da cidade é consistente com as evidências encontradas. Eles acreditam que relatos orais foram sendo repassados até serem escritos na Bíblia. "A descrição no Gênesis da destruição de um centro urbano na área do Mar Morto é consistente com o relato de uma testemunha ocular de uma explosão aérea cósmica", destaca a pesquisa. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade