Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. Experimente 15 dias grátis >>

Estado de Minas

conta-gotas


postado em 24/02/2019 05:08

(foto: Vassilis Kokkinidis/Freeimages )
(foto: Vassilis Kokkinidis/Freeimages )

 

 





Corrida feminina

A segunda edição da Corrida e Caminhada Alphaville será em 17 de março, das 8h às 12h, no estacionamento do Center IV do Alphaville Centro Comercial. O evento foi criado no ano passado para marcar o Dia Internacional da Mulher – comemorado em 8 de março – e para homenagear empresárias e profissionais que atuam naquele centro comercial e que estão à frente de metade dos empreendimentos no local. Aberta ao público da Grande BH, a competição deve receber cerca de 200 mulheres, entre moradoras, grupos de corrida de Belo Horizonte e atletas de todas as idades. As corredoras podem optar por duas distâncias: 6 quilômetros e 11 quilômetros, que integram trechos de asfalto, e trail run. Já o percurso de caminhada será de 3 quilômetros. A novidade deste ano é a corrida kids, na qual podem participar meninas e meninos. As inscrições podem ser feitas até 72 horas antes do evento, no https://www.sympla.com.br/2-corrida-e-caminhada-feminina-alphaville__448745.


É importante ir ao ginecologista

Pesquisa da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo), em parceria com o Datafolha, revela que mais de 26 milhões de brasileiras estão com sua saúde ginecológica desassistida. Entre as mulheres que nunca foram ou não costumam ir ao ginecologista, as principais razões são: não vai porque se considera saudável (31%), porque não considera importante (22%), tem vergonha (11%), tem medo de detectar algo (7%), e não gosta (4%). Para o presidente da Associação dos Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais (Sogimig), Carlos Henrique Mascarenhas Silva, os dados servem de alerta. “Esses resultados são preocupantes, pois essa parcela da população que está desassistida corre o risco de ter um problema sem ao menos imaginar. É preciso divulgar a importância do ginecologista na vida das mulheres, que deveriam procurar atendimento desde a primeira menstruação”, destaca.


Vila do Conhecimento

O Hospital Vila da Serra, por meio do seu projeto Vila do Conhecimento, apresenta a palestra “Câncer de próstata: prevenção e avanços no tratamento”, que será realizada terça-feira, às 19h30m, no auditório do prédio administrativo da instituição (Rua da Paisagem, 480, 14º andar, Vila da Serra). Quem falará sobre o tema é o coordenador de urologia do HVS, José Eduardo Távora, pioneiro da cirurgia robótica do Hospital Vila da Serra e de Minas Gerais. Ele é referência no tratamento do câncer de próstata no Brasil. Entrada franca. As inscrições podem ser feitas pelo (31) 3228 -8388.

Técnicas de relaxamento
e meditação

A Escola de Ioga Ponto de Equilíbrio está disponibilizando diversas técnicas durante a semana: atendimentos terapêuticos que auxiliam em tratamento de saúde (reiki), técnicas para a solução de problemas (congelamento de problemas, quadro de solução, cartas tibetanas), técnicas de relaxamento e meditação que diminuem a ansiedade, a insônia e a depressão. O funcionamento da escola é das 7h às 20h30. Para agendar, basta entrar em contato pelos (31) 99145-7178 e (31) 3225-4222.


O corpo reflete a mente

“Nossa mente pode adoecer ou curar nosso corpo, e só depende de como direcionamos nossas emoções e reagimos ao que nos ocorre.” A frase é da fisioterapeuta Frésia Sá, especializada em saúde integrativa e sócia na Biointegral Saúde, em São Paulo. Segundo Frésia, nosso corpo é um emaranhado de células inteligentes, que respondem aos estímulos da nossa mente, consciente e inconscientemente. As pessoas não podem controlar o que ocorre, mas, ao menos, podem ter controle de como reagir a essas situações. Segundo a especialista, esse poder está intimamente ligado ao quanto nos conhecemos, ao quanto estamos conscientes diante da vida e ao quanto escolhemos a saúde em vez da doença. “Conhecemos pessoas que vivem à base de medicamentos, encontrando saídas rápidas e aparentemente eficazes para praticamente tudo o que lhes ocorre. Sou a favor do uso de medicamentos em momentos muito agudos da doença, mas contra a substituição, por eles, de uma investigação apurada das causas do que nos ocorre e da mudança de hábitos e de mentalidade na busca da saúde integral.”



Como retomar as atividades físicas


Praticar esportes regularmente traz muitos benefícios para a mente e o corpo, além de ser indispensável para quem procura ter uma saúde equilibrada. No entanto, muitas vezes, somos obrigados a dar um tempinho nas atividades durante as férias, viagens e até mesmo tratamentos de doenças que comprometem a rotina. Pensando nisso, o ortopedista Pedro Baches Jorge, fundador da SOU, rede de clínicas médicas paulistana especializada em ortopedia, lista algumas dicas para retomar às atividades esportivas da melhor forma:

– Perceba seu corpo: sentir as reações do corpo durante e depois dos treinos é importante para que a volta ocorra mais rapidamente. “Não é natural sentir dores ou incômodos com as atividades. Caso ocorra, é bom repensar a carga empregada nos exercícios ou a frequência, assim, é possível evitar futuras lesões”, explica.

– Ajuste sua alimentação: com a volta aos treinos, o corpo precisa de nutrientes para que os resultados sejam os mais efetivos. Portanto, repensar a dieta é fundamental para que os novos exercícios sejam melhor assimilados.

– Seguir recomendações médicas: respeitar o tempo de recuperação de traumas, cirurgias e outros tratamentos também é fundamental para o retorno completo às práticas esportivas. O profissional aponta, ainda, que, ao seguir as orientações médicas corretamente, o paciente pode voltar a ter o mesmo desempenho na prática esportiva de antes do trauma.






BH ganha mais um moderno centro de oftalmologia

O grupo internacional Keralty começou o ano de 2019 com novos investimentos e expectativa de crescimento. Em janeiro, inaugurou o primeiro centro oftalmológico da rede, em funcionamento no 7º andar do Centro Médico Keralty, localizado na Região Central de Belo Horizonte. Dotada de cinco consultórios, uma sala de exames e um moderno centro cirúrgico oftalmológico, a unidade presta serviços de diagnósticos e exames, consultas eletivas e cirurgias para clientes Vitallis, outros convênios e particulares, realizadas por renomados profissionais de diversas especialidades da oftalmologia. A capacidade é para que sejam feitas cerca de 700 consultas, 500 exames e 400 cirurgias por mês. “Com essa forma de atendimento oftalmológico, concentramos todos os recursos físicos e tecnológicos necessários para o atendimento integral aos pacientes em um mesmo local, para maior resolutividade no atendimento médico, agilidade, qualidade e acesso aos procedimentos diagnósticos em oftalmologia”, destaca o diretor médico Márcio Mascarenhas.

 


Publicidade