Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas SEU INVESTIMENTO

Dicas para começar 2020 com o pé direito nas suas finanças

'Alcançar grandes conquistas, ter sucesso e realizar sonhos não acontecem sem dedicação e muito menos da noite para o dia'


postado em 01/01/2020 04:00 / atualizado em 01/01/2020 08:11

(foto: Marcos Santos/USP Imagens)
(foto: Marcos Santos/USP Imagens)

Final de ano é sempre muito corrido. Entre festas, confraternizações e amigos ocultos, separamos um tempinho para planejar o ano que se inicia. Muitas pessoas tendem a traçar várias metas para alcançar grandes conquistas, sendo que muitas delas morrem antes mesmo da chegada do carnaval. Você sabe por que isso acontece?

Alcançar grandes conquistas, ter sucesso e realizar sonhos não acontecem sem dedicação e muito menos da noite para o dia. Sair da zona de conforto incomoda e não é nada fácil, e talvez seja por isso que a maioria das pessoas, entra ano e sai ano, não consegue realizar os planejamentos feitos no apagar das luzes de dezembro.

Por incrível que pareça, o mais sabotado é justamente o planejamento financeiro. Desta forma, o brasileiro vai vivendo refém dos padrões de consumo da sociedade e não consegue arquitetar sua vida financeira, sendo levado ao som do eterno samba: "deixa a vida me levar, vida leva eu".

Mas fique tranquilo, hoje vou dar algumas dicas para você quebrar esse ciclo vicioso e se libertar.

  • #1. Faça o dever de casa de gastar menos dinheiro do que ganha. A independência financeira está diretamente ligada ao poder de acumular dinheiro ao longo do tempo. Independentemente de quanto você ganha de salário, lembre-se que juntar dinheiro precisa ser um hábito e não um sacrifício. Seu planejamento de gastos precisa estar alinhado com a sua realidade financeira. Querer consumir no presente coisas que o seu bolso não permite, não é aconselhável. Por falar nisso, é importante que, antes de começar a investir, você tenha quitado completamente as suas dívidas. Na grande maioria das vezes, os juros das dívidas são muito altos, e podem acabar corroendo boa parte dos rendimentos dos seus investimentos.

  • #2. Investir corretamente é um ingrediente essencial para a sua independência financeira. Não adianta juntar dinheiro se você deixa ele parado na poupança, visto que assim você estará, na melhor das hipóteses, mantendo o poder de compra do seu dinheiro. Eu falo que dinheiro parado na poupança é igual a fazer pão sem fermento: ele nunca vai crescer, por mais farinha que você coloque. O investidor inteligente precisa ter em mente que as melhores opções de investimentos do mercado estão acessíveis para o pequeno investidor. Montar um portfólio diversificado e com foco no longo prazo está ao alcance de todos e talvez seja o fermento que você precisa para fazer suas economias crescerem.

  • #3. O maior risco é não tomar nenhum tipo de risco. A mudança atual no cenário de juros do país tem deixado a renda fixa cada vez menos atrativa. Aquela velha história que o perfil conservador não aceita perder dinheiro, dá espaço para uma nova realidade: o perfil conservador, por não aceitar perdas, perde a chance de acumular patrimônio no longo prazo. Não estou recomendando que o investidor migre da renda fixa para o mercado de ações. Mas estar atento para rebalancear seu portfólio diversificado conforme as oportunidades de mercado é uma tarefa simples que, ao longo dos anos, permite que a rentabilidade da sua carteira de investimentos seja bem melhor. Um exemplo disso foi visto em 2019. Muitos investidores de renda fixa migraram uma parcela dos seus investimentos para investimentos em imóveis via fundos imobiliários. O IFIX, índice de referência dos fundos imobiliários, fecha 2019 com alta superior a 30%. Você acompanhou este movimento nos seus investimentos?

  • #4. Ter uma visão de longo prazo não vai lhe deixar cair nas armadilhas do dia a dia. Quando o investidor traça planos para os próximos anos e começa a investir com foco nesses objetivos, ele, de certa forma, se blinda contra tudo que acontece no curto prazo. Ele praticamente não dá ouvidos para notícias especulativas ou crises criadas pela mídia. A sua tomada de decisão nos investimentos é feita com argumentos coerentes e dados reais, e não baseada em expectativas e notícias. Portanto, não faça planos para 2020, faça seu planejamento para 2025 e a cada seis meses reveja suas metas. Ajustes precisarão ser feitos e isso é mais do que normal.

  • #5. Invista em conhecimento. Não menos importante que os outros, eu enxergo que o conhecimento é um dos investimentos mais importantes de nossas vidas, pois ele literalmente nos liberta. O conhecimento, após ser conquistado, é algo que ninguém tira de você. Na minha jornada de profissional no mundo das finanças, não conheço nenhuma pessoa que, após ter aprendido o básico sobre finanças e investimentos, voltou a investir na poupança. Pelo contrário, vejo que as pessoas se libertam de paradigmas que a sociedade constrói. Hoje elas podem, com conforto e naturalidade, tomar suas decisões de investimentos com base nos seus objetivos, considerando as melhores rentabilidades, sem que ninguém lhe diga o que deve ser feito ou o que é melhor para você.

Sendo assim, as dicas acima podem ser o primeiro passo para você conquistar a tão sonhada independência financeira. Essa jornada é longa e cheia de percalços, você vai se deparar com conflitos e decisões difíceis de tomar, mas tenha em mente que o seu futuro é mais importante do que qualquer consumo de curto prazo. E nunca deixe para investir amanhã o investimento que você pode fazer hoje.

Um feliz ano novo a todos e que o ano que se inicia seja o melhor de suas vidas.

Grande abraço.


Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade