Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Magalhães Pinto, o mineiro que sonhou com a Presidência, mas não levou

A data de ontem marcou os 24 anos da morte do ex-governador Magalhães Pinto, que faleceu aos 87 anos, afastado da política


postado em 07/03/2020 04:00

(foto: Jorge aUDI/O CRUZEIRO/eM. d. a PRESS - 4/7/60)
(foto: Jorge aUDI/O CRUZEIRO/eM. d. a PRESS - 4/7/60)
A data de ontem marcou os 24 anos da morte do ex-governador de Minas Gerais Magalhães Pinto (foto), que faleceu aos 87 anos, afastado da política. Organizador e líder civil do movimento militar de 1964 encabeçado por Minas, depois da vitória considerava certa sua candidatura à Presidência da República, o que não aconteceu. Foi deixado de lado pelos militares. Veio engrossar a lista dos mineiros que sonharam com a Presidência, que passou bem perto deles, mas não assumiram. Além de Magalhães, estão no grupo Antônio Carlos, Tancredo Neves, Pedro Aleixo, Carlos Luz e outros menos votados.

NO RIO DE JANEIRO
DOM JOÃO VI

A data de hoje marca o aniversário de 212 anos da chegada do príncipe regente dom João, mais tarde dom João VI, ao porto do Rio de Janeiro, vindo da Bahia, onde aportara em 22 de janeiro de 1808, fugindo das tropas de Napoleão Bonaparte que invadiram Portugal. Desde o início da chegada de dom João e da corte portuguesa, o país começou a mudar. Como sede do reinado, subiu de status inesperadamente. E dom João VI, que, ao contrário do que dizem, era um sujeito inteligente, passou a decretar medidas importantes para que o Brasil deixasse de ser colônia para se tornar nação. A coisa foi indo, indo, e chegou ao ponto em que estamos hoje. Porém, a devastação das florestas e a opressão do índio continuam. Só que agora o petróleo é nosso.

RESSURREIÇÃO
BOBO DA CORTE

O presidente Jair Bolsonaro, decididamente, é um cidadão conservador, que gosta de reviver as coisas antigas. Tanto que na quarta-feira, no comentadíssimo espetáculo montado em frente ao Palácio da Alvorada, ele reviveu a instituição do bobo da corte, muito usada no tempo das monarquias. Patrocinou o desempenho ao vivo do comediante Carioca, cujo show, imitando-o com faixa presidencial e tudo mais, foi intensamente aplaudido pelos cortesãos. Uma das partes mais divertidas foi a distribuição de bananas aos jornalistas.

FAKE NEWS
TSUNAMI CONTINUA

Uma das últimas fake news sobre como prevenir ou impedir a contaminação pelo coronavírus recebida pela coluna aconselha a fazer gargarejos de água quente com sal de duas em duas horas. Já recebemos informações de que também fazem efeito vinagre, álcool em gel, fervura de várias ervas, benzeção de pai de santo ou de médium autorizado, cachaça com mel e gemas de ovos. Pelo sim, pelo não, estamos colecionando sugestões. Quem sabe alguma delas dá certo...

AMÉRICA DO SUL
TURISMO

Os empresários mineiros João Pinto Ribeiro e Silvério Chaves, que estiveram em Punta del Este e Montevidéu esta semana, onde foram analisar empreendimentos hoteleiros, voltaram dizendo que não notaram queda no movimento turístico na região devido ao fantasma do coronavírus. Isso, por enquanto. Casos da doença já foram registrados no Cone Sul, y compris, Argentina Uruguai e Chile.

CONGRESSO
RUMO À HOLANDA

Dentro de duas semanas, Carlos Corradi, o conhecido urologista de BH, embarca para a Holanda, onde vai participar do 35º Congresso Europeu de Urologia, o maior encontro do continente na especialidade, a se realizar em Amsterdã, de 20 a 25 de março. Perguntado pelos amigos se não tem medo do coronavírus que está grassando em vários países europeus, ele nega temores a respeito. Só não irá se a Holanda fechar seus aeroportos.

RIO DAS VELHAS
PRESERVAÇÃO DA BACIA

Na audiência realizada na quinta-feira, na 2ª Vara da Fazenda Pública no Fórum Lafayette, que deu continuidade às ações coletivas interpostas por danos causados pelo rompimento da barragem do Córrego do Feijão em Brumadinho (audiência de conciliação e instrução), foram abordados também os trabalhos de readequação da Bacia do Rio das Velhas e o panorama dos danos causados ao curso do rio pelo acidente.

>>>

O juiz Elton Pupo Nogueira presidiu a sessão, em que foi ouvida a última testemunha arrolada pela Vale no tormentoso caso. Há anos, a preservação do Rio das Velhas é um assunto de máxima prioridade em Minas Gerais, mas o rio continua cada vez mais poluído.

27 ANOS
VELINHAS COM MERCEDES

A rede Verdemar está comemorando seus 27 anos, período em que se tornou uma das cadeias supermercadistas de maior sucesso do estado. Comprovando sua prosperidade, está sorteando três carros Mercedes-Benz entre os clientes. Por outro lado, preços de centenas de itens que vende estão desmentindo que a inflação esteja controlada. É o caso de algumas frutas oferecidas na unidade do Diamond Mall. O quilo da banana-maçã estava sendo vendido a R$ 14. E assim por diante.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade