Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Sinfônica de Minas faz concertos ao meio-dia dedicados a Beethoven

Em 11 e 12 de fevereiro, orquestra vai se apresentar com entrada franca no Grande Teatro Cemig Palácio das Artes


postado em 06/02/2020 04:00

(foto: Paulo Lacerda/divulgação)
(foto: Paulo Lacerda/divulgação)
CASO ÚNICO
SINFÔNICA DE MINAS GERAIS

Como não podia deixar de ser, a Orquestra Sinfônica de Minas Gerais vai colocar sua programação deste ano a serviço da celebração dos 250 anos de nascimento de Beethoven, um dos maiores compositores de todos os tempos. A largada será dada em 11 e 12 de fevereiro, no Palácio das Artes, ao meio-dia. Cá entre nós, a sinfônica mineira deve ser caso único no Brasil ou talvez no mundo. Dá concerto ao meio-dia com entrada franca. Um belo programa na hora do almoço. Sanduíches não serão admitidos nas mochilas dos espectadores.

AUTOMAÇÃO
PERDA DE EMPREGOS?

Embora a maioria dos estudiosos das consequências do aumento da automação em todas as frentes de atividades do planeta seja da opinião de que no futuro a robotização vai roubar milhares de postos de trabalho dos operários, principalmente nos países mais adiantados, ainda há um grupo que faz estimativa diferente. Embora elimine empregos em grande quantidade, a robotização vai criar substancial número de novas atividades. A divergência é interessante, pois é vital para a humanidade a manutenção de empregos neste mundo em que a população não para de crescer. Como não há planeta B, a falta de emprego no planeta A pode provocar o caos.

>>>

Abordando esse tema crucial, acaba de chegar às livrarias Effects of automation, de autoria do economista Philippe Aghion, que defende a tese de que a automação pode gerar empregos, o que vai contra a opinião manifestada em The future of employment, escrito por Carl B. Frey e Michael Osborne. No recente Fórum Econômico Mundial de Davos, foi proclamado que há necessidade urgente de requalificar trabalhadores em todo o mundo para enfrentar a automação. Pelo menos 1 bilhão de pessoas deveriam passar por esse processo. Enquanto isso, no Brasil, cerca de 60 milhões de cidadãos mantêm relação periclitante com o trabalho – 48 milhões estão no mercado informal e 12 milhões desempregados. E a luta continua, companheiro.

BANDA MOLE
'EDUCASSÃO' É O TEMA

Para não perder o foco, a Banda Mole, em seu 45º desfile de pré-abertura do carnaval de rua de BH, a acontecer em 15 de fevereiro, na Afonso Pena, vai prestar homenagem a nosso bravo ministro da Educação, Abraham Weintraub. O tema do grande desfile será “Educassão”, princípio fundamental para o desenvolvimento de uma grande nação. A função terá início às 13h e vai em frente. Com exagero de alegria.

SUPREMO
FIM DA VITALICIEDADE

Tramitam no Senado duas propostas de emenda à Constituição com o objetivo de acabar com o mandato vitalício dos ministros do Supremo Tribunal Federal. O relator de ambas é o senador Antonio Anastasia, que acaba de propor substitutivo para alterar disposições contidas nas PECs. De acordo com ele, os ministros do Supremo serão escolhidos pelo presidente da República em uma lista tríplice. Haverá o fim da vitaliciedade, com o mandato dos ministros estipulado em 10 anos. Na PEC do senador Lasier Martins sobre a matéria, o mandato passa para oito anos.

>>>

No substitutivo de Anastasia, a indicação dos nomes da lista tríplice será feita pelo Supremo Tribunal Federal (candidato do Judiciário), Procuradoria-geral da República (membro do Ministério Público) e pela Ordem dos Advogados do Brasil (candidato jurista). As propostas estão prontas para entrar na pauta da Comissão de Constituição e Justiça. No mais, o que o pessoal quer, mesmo, é o fim do mandato vitalício dos ministros do Supremo.

DEMOCRATAS
INSPIRAÇÃO BRASILEIRA

O eleitor brasileiro, cansado dos políticos profissionais, virou a mesa nas eleições de 2018. Candidatos que ninguém esperava que fossem eleitos surpreenderam. E é o que se está vendo. Nos Estados Unidos, integrantes do Partido Democrata, na votação pré-eleitoral do estado de Iowa, acabaram por imitar os brasileiros. Escolheram Peter Buttigieg, nome pouco conhecido na política, que abertamente declarou ser gay e foi o vencedor das primárias. O ex-vice-presidente Joe Biden, político veterano, até ontem estava amargando o decepcionante quarto lugar. Agora, é saber se Buttigieg segue em frente ou se foi apenas uma zebra em Iowa.

AUTOMÓVEIS
AMEAÇA DO CORONAVÍRUS

Realmente assustadora a extensão dos danos causados às atividades industriais pelo coronavírus. Uma das notícias mais alarmantes diz respeito à indústria automobilística. Todas as fábricas da Hyundai na Coreia do Sul foram fechadas devido à falta de peças provenientes da China, que fornece cerca de 70% delas. Grandes montadoras estrangeiras paralisaram temporariamente a produção na China. No setor de turismo, cruzeiros marítimos já são afetados. Em navio do Japão havia 10 vítimas da doença. Aí pode dar efeito dominó: o coronavírus vai derrubando tudo pela frente.

PROGNÓSTICOS
CARNAVAL DE BH

Órgão oficial de turismo de BH, a Belotur continua otimista a respeito do carnaval na cidade, que registrou crescimento excepcional nos últimos anos. Inclusive, prevê que “5 milhões de foliões devam tomar as ruas da capital, participando da programação oficial, que começa no dia 8 de fevereiro e só termina no dia 1º de março”. Até o momento, não se sabe sobre a reverberação dos estragos causados pelas chuvas em BH em outros locais do país, afetando o interesse de turistas pela folia mineira. Se o clima ajudar, as inundações serão logo esquecidas. Os 453 blocos cadastrados pela Belotur programaram 520 desfiles, que começam no dia 15 e vão em frente. No frigir dos ovos, bons prognósticos é que não faltam. Avante, foliões! 

FELÍCIO ROCHO
EXPANSÃO DA ROBOTIZAÇÃO

Com o aumento constante das atividades de seu setor de cirurgia robótica, o Hospital Felício Rocho acaba de contratar para integrar o seu corpo clínico o médico paulista Eliney Ferreira Faria, especialista em procedimentos minimamente invasivos. Com 14 anos de experiência em uro-oncologia, pioneiro em cirurgias com robôs e com trânsito internacional, Faria dará novo impulso ao setor, chefiado pelo médico Carlos Vaz de Melo Maciel.

SHOPPING CENTERS
BRIGA NO SETOR

Em 26 de dezembro, a Associação Brasileira de Lojistas de Shoppings (Alshop) apresentou relatório sobre o resultado das vendas de Natal, informando que de 1º a 20 de dezembro registrou-se aumento de 9,5% nas vendas. A Associação Brasileiras dos Lojistas Satélites (Ablos) contestou, logo depois, a informação da Alshop. Afirmou que ela não era correta, pois as lojas de menor porte dos shoppings registraram aumento de apenas 3%. A Alshop, então, corrigiu os números – o aumento caiu de 9,5% para 7,5%. A Ablos ameaçou processar a Alshop. A mesa está posta. Nada de informes exagerados.  

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade