Publicidade

Estado de Minas

Aniversário de 72 anos de Dilma Rousseff passou em branco


postado em 16/12/2019 04:00

O fato foi praticamente ignorado pela imprensa nacional e pelos quadros do Partido dos Trabalhadores(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
O fato foi praticamente ignorado pela imprensa nacional e pelos quadros do Partido dos Trabalhadores (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)

 
 
DILMA ROUSSEFF
O TEMPO PASSA...

No sábado, a ex-presidente do Brasil Dilma Rousseff, nascida em Belo Horizonte, completou 72 anos. O tempo passa, o tempo voa. Pelo que a coluna verificou, o fato praticamente passou em branco na imprensa nacional, nos quadros do PT e no seio dos ex-eleitores da mineira, naturalizada gaúcha. Deve ter havido comemorações em família. De qualquer maneira, é um aniversário importante. Afinal de contas, dona Dilma ocupou por seis anos a Presidência do Brasil e já está na história. A propósito, onde estaria Igor Rousseff, o único irmão de Dilma? Em Passa Tempo?

PESAR
MILTON LUCCA

Enlutados os meios jornalísticos, sociais e políticos com o falecimento, ocorrido na sexta-feira, do veterano jornalista Milton Lucca de Paula, que durante mais de 30 anos foi um dos principais cronistas políticos do estado. Atuou também como chefe de imprensa de dois governos mineiros. Praticante do jornalismo sadio, querido em seu meio e entre a classe política, Milton Lucca foi um apaixonado pelo setor de comunicação. Atuava também no setor radiofônico, tendo adquirido a rádio de Ouro Fino, sua terra natal. Deixa saudades.

CASA BERNARDI
ENCONTRO ELEGANTE

No sábado, a Casa Bernardi, na Cidade Jardim, foi movimentada com o jantar de aniversário de Terezinha Carvalho, mulher do desembargador aposentado Orlando Carvalho, ex-presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Encontro elegante, prestigiado por figuras da magistratura e da sociedade de BH. Cerca de 200 convidados transitaram pelos salões e jardins, onde foram montados toldos cobrindo as mesas para o caprichado jantar. Amigos de viagens ao exterior do casal aproveitaram para recordar passagens marcantes desses passeios.

WATANABE
W1 COMPANY

O executivo Gil Watanabe, que por 20 anos ocupou posições de destaque na Volkswagen do Brasil, inclusive de diretor de vendas para o exterior, é o novo superintendente da W1 Company, indústria de autopeças com fábricas em Contagem e Betim. Além de grande fornecedora de várias montadoras do país, entre elas a Fiat Chrysler, a W1 vai passar a atuar nos setores aeroespacial, de energia renovável e aeronáutico. Em pauta, exportações para os Estados Unidos e Ásia.
 
UNIBH
ÍNDICE GERAL DE CURSOS

O Ministério da Educação divulgou o Índice Geral de Cursos (IGC), o mais importante indicador de qualidade envolvendo a educação superior no Brasil. Segundo o levantamento, o Centro Universitário Belo Horizonte – UniBH foi apontado como o melhor centro universitário privado da capital mineira em 2019.

***

O MEC divulgou também o Conceito Preliminar de Curso (CPC), indicador de qualidade que avalia cursos de graduação no ano seguinte ao da realização do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade). O UniBH conseguiu os seguintes destaques: direito (segundo melhor curso de Minas Gerais); jornalismo (segundo melhor curso de Minas); publicidade e propaganda (melhor curso de Minas); ciências contábeis (segundo melhor curso de Minas); relações internacionais (melhor de Minas Gerais); psicologia (melhor curso de Belo Horizonte); design (melhor curso do Brasil); e gestão de recursos humanos (melhor curso de Minas Gerais).
 
VAZAMENTO
PLATAFORMA DA PETROBRAS

Até agora, apesar de buscas e pesquisas, ninguém conseguiu descobrir a origem do vazamento de petróleo que se espalhou pela costa do Brasil, atingindo 939 municípios. Várias hipóteses formuladas foram descartadas. Leitor da coluna enviou e-mail a respeito afirmando que o petróleo teria vazado de uma das plataformas da Petrobras em alto-mar. Acrescenta que a empresa estaria escondendo o fato do público. A coluna registra aqui a opinião do leitor. Acrescenta, apenas, que si non é vero, é bene trovato.

MINEIROS
ATÉ QUANDO?

Não há por onde negar. Os mineiros, principalmente os políticos, continuam em baixa na República. Aliás, com o maior respeito, esse é um fato que vem se registrando, com bom ou mau tempo, desde o governo Fernando Henrique Cardoso, de tradição paulistana, prosseguindo pelas demais administrações petistas, quando Minas Gerais foi governada por tucanos, até a presente data. Basta examinar ad abruptum a formação dos ministérios. O mais grave é que essa condição acontece apesar de Minas estar onde sempre esteve. Qual seria o mistério?
 
PAPAI NOEL
CARROS ANTIGOS

O empresário e colecionador Jeferson Rios, que estava meio posto em sossego, voltou sábado ao cartaz. Promoveu um desfile matinal de Natal de seus carros antigos, na Lagoinha, com Papai Noel chefiando o cordão motorizado. Se ele foi o bom velhinho, ainda não se descobriu. Há suspeitas. Proclamou, urbi et orbi, que seu objetivo era alegrar o Natal de BH e elevar o prestígio da Lagoinha.

LICHIA
ALTOS E BAIXOS

Marco Grilli, o conhecido antiquário de BH, que também é fazendeiro, há alguns anos resolveu se dedicar ao plantio da lichia, a apreciada fruta chinesa. Plantou cerca de 4,5 mil pés em sua propriedade, mas devido às dificuldades do cultivo da fruta, que nasce em árvores frondosas que só florescem uma vez por ano, teve de desativar cerca de 2 mil deles. Depois de dois anos de colheitas frustradas, está esperando se recuperar agora. Lichia não é fácil. 
 
 

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade