Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Mineira disputa amanhã o título de Miss Universo

A mineira Júlia Horta disputa amanhã o título de Miss Universo. Há 51 anos o Brasil não vence o concurso


postado em 07/12/2019 04:00

MISS UNIVERSO
MINEIRA NO PÁREO
(foto: BelPress/Divulgação)
(foto: BelPress/Divulgação)

Júlia Horta, mineira de Juiz de Fora, a Miss Brasil 2019, está há vários dias em Atlanta, nos Estados Unidos, preparando-se para disputar, amanhã, o título de Miss Universo, nos estúdios cinematográficos Tyler Perry. Concorre com candidatas de 89 países, tarefa nada fácil. É bom salientar que vai subir na passarela com 
uma grande responsabilidade: recuperar o prestígio da beleza da mulher brasileira no certame. Há 51 anos o Brasil não consegue conquistar o título de Miss Universo.

BDMG
PRESENÇA EM MADRI

Na segunda-feira, o presidente do BDMG, Sergio Gusmão, estará em Brasília, onde faz discurso na sessão solene do Senado comemorativa dos 50 anos da Associação Brasileira dos Bancos de Desenvolvimento (ABDE). A entidade representa instituições responsáveis por 50% da oferta de crédito na economia brasileira. Gusmão, que também é o 1º vice-presidente da ABDE, abordará os desafios para o financiamento da “nova economia”, baseada na inovação e sustentabilidade. No mesmo dia, o executivo viaja para Madri, onde é realizada a COP 25 – Conferência Internacional sobre Mudança Climática das Nações Unidas.

lll

No encontro espanhol, Sergio Gusmão vai falar sobre o financiamento à “economia verde” em duas mesas organizadas pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e International Development Finance Club. O BDMG é único banco regional de desenvolvimento brasileiro na COP 25. Vale lembrar: em outubro, Gusmão capitaneou a maior captação internacional da história do BDMG: 100 milhões de euros, provenientes do Banco Europeu de Investimento (BEI), para financiar projetos de energias renováveis em Minas.

FUNDO ELEITORAL
PROJETO VILIPENDIADO

Não há por onde negar. O projeto do fundo eleitoral em tramitação na Câmara dos Deputados, que propõe aumentar para R$ 3,8 bilhões a verba para os partidos bancarem as eleições municipais, é considerado um dos mais inadequados já apresentados no Congresso. Para se tornar efetivo, tira R$ 500 milhões do Ministério da Saúde, R$ 500 milhões da pasta da Infraestrutura, R$ 280 milhões do Ministério da Educação e R$ 70 milhões de importantes programas sociais. Com 13 milhões de brasileiros na extrema pobreza, 12 milhões de desempregados e 28 milhões na informalidade, a proposta é de patente iniquidade. Com tanta falta de hospitais e escolas por aí, pergunta um leitor: deputado acha que dinheiro dá em árvore?.

BICENTENÁRIO
DONA MARIA II

Será inaugurada hoje, no Museu Imperial de Petrópolis, a exposição Dona Maria II: princesa nos trópicos, rainha na Europa, comemorativa dos 200 anos de nascimento de dona Maria da Glória, filha mais velha de dom Pedro I, nascida no Rio e rainha de Portugal por duas vezes. No primeiro período, reinou de 1826 a 1828; no segundo, de 1834 até 1853, quando morreu. Teve uma vida atribuladíssima e faleceu aos 34 anos, de parto. Teve 11 filhos com o príncipe Fernando de Saxe Coburgo Gotha. A mostra dá início às comemorações dos 200 anos da independência do Brasil.

DIREITOS
E O SALÁRIO MÍNIMO?

Leitor manda e-mail comentando sobre a remessa ao Supremo Tribunal Federal de ações diretas de inconstitucionalidade por cinco entidades do Judiciário questionando a Emenda Constitucional 103/19, que altera regras e prejudica salários e aposentadorias da magistratura dentro da reforma da Previdência. As entidades insatisfeitas são Associação dos Magistrados Brasileiros, Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, Associação Nacional dos Procuradores da República, Associação Nacional dos Membros do Ministério Público e Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho. Aí no caso, diz o leitor que estranha o fato de ninguém entrar com ação no Supremo para questionar o reajuste do salário mínimo em janeiro de 2020. Ele vai passar de R$ 998 para R$ 1.031, acusando o substancioso aumento de R$ 33. Por que será?

MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM
JURISTAS MULHERES

A Câmara de Mediação e Arbitragem Empresarial (Camarb) de BH, que oferece ao mercado empresarial serviços para solução extrajudicial de conflitos, promove, em 13 de dezembro, encontro pouco comum na entidade, reunindo apenas mulheres juristas. O tema da reunião é “Elas debatem arbitragem”. Aliás, nada melhor do que a arbitragem para resolver questões litigiosas. Menos estresse, menos tempo e menos dinheiro em ações que só trazem desgosto. Uma das participantes será Cristiana Fortini.

KUROTEL
SAÚDE COM LUXO

Um grupo de empresárias de alto bordo de BH está combinando passar boa parte de janeiro no Kurotel, o famoso spa de Gramado, no Rio Grande do Sul, frequentado pela grã-finagem para recuperar as forças. Cobra diárias altíssimas. A propósito, o pessoal de marketing do Kurotel informa que o spa acaba de ser agraciado com dois prêmios internacionais. O primeiro foi na categoria melhor destino de wellness do Brasil e América Latina, concedido pelo World Luxury Spa Award. O segundo foi o Global Luxury Hotel & Spa Awards, do Lux Life Magazine, na categoria excellence in luxury. Mais não é preciso.

BH
ILUMINAÇÃO DE NATAL

A propósito da informação enviada à coluna pelo Departamento de Marketing do Banco Mercantil do Brasil de que seu prédio na Rua Rio de Janeiro com Rua Tamoios, no Centro, ganhou alegre iluminação de Natal, não custa lembrar que a pobreza da iluminação natalina da cidade reflete tanto a crise econômica quanto a falta de vontade do comércio e do belo-horizontino de enfeitar as ruas. Já vai longe o tempo em que milhares de lampadazinhas chinesas coloriam euforicamente BH.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade