Publicidade

Estado de Minas

Mário Fontana


postado em 16/07/2019 04:00


31ª Expo Usipa
Negócios siderúrgicos

De 24 a 26 de julho, será realizada em Ipatinga, no Vale do Aço, a 31ª Expo Usipa, considerada uma das maiores feiras de negócios do setor siderúrgico do país, que este ano contará com a participação de 183 empresas expositoras. No grupo de expositores estarão as maiores siderúrgicas do Brasil e ainda grandes indústrias e mineradoras, como Usiminas, Vale, Gerdau, Vallourec, ArcelorMittal, Cenibra, CSP, Bemisa, Aperam e outras. Pela primeira vez, participará do evento a Ternium Brasil, considerada hoje a maior siderúrgica da América Latina, empresa majoritária na Usiminas e dona da Usina Siderúrgica de Santa Cruz, situada no estado do Rio, que pertencia ao grupo industrial alemão ThyssenKrupp. A usina, que tinha o nome de Companhia Siderúrgica do Atlântico, foi vendida ao grupo Ternium em 2017 por 1,4 bilhão de euros. Tem capacidade para produzir 5,5 milhões de toneladas de aço por ano. Opera com o minério de ferro de Minas Gerais. O grupo ítalo-argentino Techint-Ternium controla todo o complexo industrial, que tem sede mundial no grão-ducado de Luxemburgo.

Ferrovias
Direito de construção

Encontra-se em andamento no Senado projeto de autoria do senador paulista José Serra, que tem como objetivo conceder a investidores particulares o direito não só de construir como também de explorar novas ferrovias a serem implantadas no país, destinadas a transportar passageiros e cargas. Como se sabe, desde que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso acabou de vez com o sistema ferroviário nacional, praticamente não existem mais trens de passageiros no Brasil. O projeto é louvável e tem possibilidades de ser aprovado, já que conta com o apoio do deputado federal Eduardo Bolsonaro.

Pesar
Helio Amoni

Enlutados, os corpos diretivo e funcional dos Diários Associados, bem como a sociedade mineira, com o falecimento de Hélio Amoni, ex-diretor financeiro dos Associados de Minas Gerais, que por muitos anos com competência e dedicação cuidou das finanças do complexo de jornais, rádios, TVs e demais empresas do grupo. Figura amena, inteligente, extremamente gentil, fez grandes amizades em todos os setores que atuou. A coluna, como não poderia deixar de ser, lamenta o falecimento, enviando solidariedade à família.

Nova York
Luz (e água)

De Nova York informa Lucinha Tristão que o pior do apagão registrado na capital do mundo, na noite de sábado para domingo, foi o pessoal que ficou preso nos elevadores. Em certos locais da cidade, a falta de energia elétrica durou mais de quatro horas. Não é preciso falar sobre a confusão no tráfego com o kaput dos sinais de trânsito, metrôs parados no meio dos trilhos e dezenas de outras inconveniências. Lucinha diz que um amigo mineiro, tendo em vista que a cidade vem sofrendo também falta de água, recitou para ela: “Nova York/Cidade de Santa Cruz/ De dia falta água/De noite falta luz”.

Ano-Novo
Calendário Islâmico

Hoje, segundo o calendário do Islã, os muçulmanos de todo o mundo estão comemorando a entrada do seu ano-novo. Comemorações ao estilo islâmico, é claro. A contagem do novo ano islamita é baseada na data da fuga do profeta Maomé de Meca para Medina, a chamada Hégira, que teve lugar em 16 de julho de 622 da Era Cristã. Portanto, tirando aí os nove fora, os muçulmanos estão entrando no ano 1397 da Hégira. Por outro lado, como as nações cristãs tem poderio econômico, a data do Ocidente é que vale.

Dom Bertrand
Giro por Minas

O príncipe dom Bertrand de Orleans e Bragança, a figura mais ativa do grupo de príncipes da Casa de Vassouras, volta a circular novamente por Minas Gerais no início de agosto. Primeiramente, vem a Belo Horizonte e, em seguida, vai à cidade de Pompéu a fim de receber da direção do Instituto Histórico e Geográfico local o título de sócio benemérito. A solenidade terá lugar em 2 de agosto. Pompéu, que fica perto da represa de Três Marias, teve suas origens na fazenda da famosa matriarca mineira dona Joaquina do Pompéu.

Bélgica
Data nacional

O cônsul honorário do reino da Bélgica em Minas Gerais, Henrique Machado Rabelo, vai festejar em BH a data nacional belga em cenário informal e popular. Em vez de um vin d'honneur, promoverá um bier d'honneur em uma cervejaria belgo-flamenga da praça. A data nacional belga corresponde à data da coroação do rei Leopoldo I, registrada em 21 de julho de 1830.

Os Rousseff
Morte da matriarca

A ex-presidente Dilma Rousseff e seu irmão Igor Rousseff, que desde o fim das eleições de 2018 não vinham a Belo Horizonte, retornaram à cidade no fim de semana a fim de assistir ao enterro da mãe, a matriarca da família, dona Dilma Jane Coimbra Rousseff, viúva de Peter Rousseff. Dona Dilma Jane, que se encontrava doente há bastante tempo, faleceu aos 95 anos. A cremação de seu corpo foi realizada em Contagem.

Fórmula 1
Ladainha repetitiva

Pois é. Já há bastante tempo, no circuito das milionárias corridas da Fórmula 1, quando não ganha a Mercedes ganha a Ferrari. E vice-versa. De vez em quando, um carro da Red Bull ousa contrariar esse dispositivo. Para completar o tédio da competição (quando não há batidas espetaculares), só dá Lewis Hamilton na ponta. Com o maior respeito, hoje em dia só mesmo o fã ardoroso dessas provas é que aguenta a repetição da ladainha. É claro que a nota da coluna não vai ter a menor influência no repetitivo contexto desse chove não molha. Mas, afinal de contas, a gente de vez em quando tem o direito de fazer um jus sperniandis. É ou não é?

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade