Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DE JAECI CARVALHO

Atlético só empata com um dos piores times do Boca

Se o Galo quiser passar de fase, terá que produzir um futebol muito superior ao apresentado na Bombonera


13/07/2021 21:30 - atualizado 13/07/2021 21:43

Se o Galo quiser passar de fase, terá que produzir um futebol muito superior ao apresentado na Bombonera(foto: AFP)
Se o Galo quiser passar de fase, terá que produzir um futebol muito superior ao apresentado na Bombonera (foto: AFP)


O Galo foi a Argentina e apenas empatou em 0 a 0 com o Boca Juniors, em partida ruim, na qual o time mineiro praticamente não chutou a gol. O time argentino teve um gol anulado pelo VAR, e criou as melhores oportunidades. Mesmo sem jogar há 40 dias, o Boca foi superior a maior parte do tempo. Se o Galo quiser passar de fase, terá que produzir um futebol muito superior ao apresentado na Bombonera. 

Com seu único craque - Nacho Fernández -  em campo, o Galo precisava de um bom resultado nos primeiros 90 minutos, para jogar com vantagem na próxima semana, os outros 90 minutos. Sim, em jogo mata-mata, tem que se pensar sempre no jogo da volta, pois se você joga aberto e toma um sacode, já era. O Galo era apontado como favorito por causa do péssimo momento do Boca. Dos jogadores da primeira fase, o time argentino só tinha 3 em campo. Um time desfigurado, que ficou treinando, em silêncio, sem mostrar qualquer arma ao adversário.

O atacante Villa era a grande arma do time argentino. Veloz e driblador, esteve no radar do Galo, ano passado, mas a torcida vetou sua contratação, porque ele esteve envolvido em conflitos com a namorada, sendo acusado de agredi-la. O Boca chegou com Pavón, pela direita, ganhando escanteio. Hulk deu o troco, chutando para fora. 

O Galo tinha ritmo de jogo. O Boca ficou 40 dias treinando, sem jogar. Hulk e Nacho tabelaram e, na sobra da bola, Tchê Tchê cabeceou fraco. Savarino estava apagado. A bola não chegava nele. Hulk se movimentava bem, pelos dois lados. Rolón arriscou aos 29 minutos. A bola passou com perigo. Os goleiros pouco trabalhavam. O jogo era ruim. Everson fez boa defesa em chute de Briasco. E foi González quem marcou. Junior Alonso foi humilhado pela direita, e o cruzamento da direita, encontrou González. Ele brigou com o Réver duas vezes pelo alto e a bola morreu no fundo do gol de Everson. Mas o VAR chamou o árbitro que foi ao monitor e percebeu falta de Briasco em Nathan. Gol anulado. Mas que o Réver deu mole, ah isso deu. O atacante ganhou duas vezes dele, pelo alto. 

Hulk entrou na área e chutou forte. Rossi defendeu firme. Em boa trama pela direita, cruzamento para a área e Gonzáles finaliza para grande defesa de Everson. Gente, posse de bola não ganha jogo. Futebol não é matemática. O Galo teve 65% de posse, mas foi o Boca quem teve as melhores chances.

No segundo tempo esperava-se mudança de postura do Galo. Mas o Boca começou bem, no ataque. Villa cruzou e Briasco cabeceou fora. Villa cruzou e quase Réver fez contra. Cuca pôs Vargas, Jair e Borrero. Cruzamento da esquerda, a bola passou na frente de Everson e González não conseguiu tocar para o gol. 

O jogo era ruim. Confesso que esse é um dos piores times do Boca que já vi, mas, nem assim, o Galo conseguiu ser superior. Eu disse na semana passada, que por mais que o time argentino estivesse ruim, ainda assim tem tradição, e a "goleada" que alguns supunham, não aconteceria. Ao contrário, no geral, o Boca, mesmo combalido, ainda foi melhor que o time mineiro. 

As poucas jogadas mais incisivas eram do Boca. O goleiro argentino pouco ou nada trabalhou. Hulk chega ao seu nono jogo sem marcar gols. Pavon cruzou e Everson segurou firme. Realmente foi um jogo ruim. Alguns vão dizer que o empate foi bom resultado para o time mineiro. Eu discordo. O Galo, por estar em ritmo de jogo, deveria ter mostrado muito mais e conseguido uma vitória. Tudo será definido na semana que vem, no Mineirão. Espero que vejamos um Atlético diferente, impondo sua melhor qualidade.

LÍVIA NEPOMUCENO NA BAND

Minha querida amiga e grande profissional, Lívia Nepomuceno, vai comandar o Show do Esporte, na Band, durante a Olimpíada de Tóquio. Profissional do mais alto nível, uma das melhores apresentadoras da nova geração, ela tem tudo para continuar na tevê com sua qualidade, competência e conhecimento de futebol e esportes em geral. Brilhe querida amiga. Mais sucesso ainda!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade