Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA DE JAECI CARVALHO

América foi gigante na Copa do Brasil, mas caiu diante do Palmeiras

Estão todos de parabéns, já que o Coelho está praticamente garantido na elite do nosso futebol, e vai em busca do título da Série B.


30/12/2020 23:41

(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press)
(foto: Alexandre Guzanshe/EM/D. A Press)


O América não resistiu à maior técnica do Palmeiras e acabou adiando o sonho de chegar à sua primeira final de Copa do Brasil. Foi derrotado por 2 a 0, num jogo com péssimo primeiro tempo, e com a fase final bem melhor. E justamente quando tinha supremacia, tomou o primeiro gol, que o desestruturou. Porém, o América caiu de pé, com um trabalho brilhante dos jogadores e do técnico Lisca. Estão todos de parabéns, já que o Coelho está praticamente garantido na elite do nosso futebol, e vai em busca do título da Série B.


Era decisão de vaga para a final da Copa do Brasil. Ninguém tinha vantagem nenhuma. Mas o América eliminara Corinthians e Inter, no segundo jogo, sempre no Horto. Isso dava uma força a mais ao time americano. E, além do mais, Lisca, que de doido não tem nada. Muito lúcido e consciente, sabia que não dava para mudar a forma de sua equipe jogar. 

O América ataca times pequenos e grandes e não ficaria esperando o Palmeiras atacar, para jogar por uma bola. Por isso mesmo, começou em cima. Com menos de 1 minuto, já havia chegado à área do Porco. Viña arriscou de fora da área e a bola foi para fora. 

O América tinha dificuldades em sair jogando, pois o Palmeiras marcava a saída de bola. Ademir chegou na área, mas se livrou da bola. O jogo era fraco. Os goleiros não trabalhavam. Geovane tentou de longe. Muito mal. O América perdeu Flávio, com problemas musculares. Zé Ricardo entrou em seu lugar. 

Confesso que esperava mais das duas equipes, mas elas não estavam à altura de uma decisão, fazendo um jogo ruim. Marcos Rocha cobrou um lateral. Cavichioli largou a bola e quase o Palmeiras marcou. Que bobeira! Willian pegou um rebote e chutou forte. Cavichioli segurou firme. 

Sávio chutou forte, mas sem direção. Foi o que de melhor aconteceu nos primeiros 45 minutos. As duas equipes muito aquém do que delas se esperava.

Para o segundo tempo, o Coelho voltou com Felipe Augusto na vaga de Geovane. Ademir cruzou da direita. Weverton defendeu. Marcos Rocha bate lateral e Gustavo Gomez cabeceia para fora. Lance perigoso, a exemplo do que aconteceu em São Paulo, quando ele fez o gol. Falta pela direita. Savio bateu direto, nas mãos de Weverton. 

O América voltou melhor. Felipe Augusto fuzila da entrada da área. Weverton segurou firme. Ademir recebeu na entrada da área e chutou colocado. A bola foi para fora. Em boa trama pela esquerda, bola tocada para o meio, Juninho, livre, pegou mal na bola. O Coelho tomou uma injeção de ânimo no vestiário. O Palmeiras, ao contrário, voltou muito mal. Só dava América. Percebendo isso, o técnico português, Abel Ferreira fez três alterações de uma vez: Patric de Paula, Scarpa e Lucas Lima.

O Palmeiras chegou pela direita, mas o chute foi para fora. As modificações melhoraram o time paulista. E o Palmeiras marcou com Luiz Adriano. Ele recebeu na entrada da área, tirou o zagueiro e deu um toque bem leve, no canto. A bola entrou. 1 a 0. Um castigo para o América, que era melhor. Achei que o goleiro americano estava mal colocado. 

Lisca resolveu mudar. Pôs Toscano, Vitão e Calyson. Era a última tentativa para empatar. Aos 40 minutos o Palmeiras sacramentou a classificação. Lucas Lima cobrou falta, Mike cabeceou para o gol e Cavichioli fez grande defesa, espalmando a bola, mas, no rebote, Rony, de peixinho, fez 2 a 0. Palmeiras e Grêmio farão a final da Copa do Brasil. Façam suas apostas.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade