Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas BOMBA DO JAECI

Presidente do Atlético promete time cascudo na nova temporada

Eleito, Sérgio Coelho confirma que vai em busca de um camisa 10 e um centroavante e projeta time mais competitivo


19/12/2020 04:00

''Não posso prometer títulos, mas, sim, o caminho para disputarmos todas as taças, de igual para igual com os melhores times do país''

Sérgio Coelho, presidente eleito



Em live comigo na quinta-feira, o presidente eleito do Atlético, Sérgio Coelho, garantiu que vai buscar um camisa 9 e um 10 para a Copa Libertadores da América do ano que vem, onde o Atlético, provavelmente estará. Ele não descarta a conquista do título brasileiro, embora tenha ficado mais distante do São Paulo, faltando 12 rodadas para o fim da competição. Ele também não prometeu títulos, mas garantiu que o Galo vai brigar por todas as competições em condições de ganhar. Por fim, manteve o discurso de que todos os diretores do clube estão sendo avaliados e, quando assumir o cargo, dia 4 de janeiro, anunciará quem fica e quem sai. É desejo dele mudar o comando do futebol, tanto que já garantiu Renato Salvador como homem forte do futebol, sem remuneração, e que vai em busca de um gerente de futebol, que será o elo entre comissão técnica, jogadores e a diretoria. Ele já tem alguns currículos e está analisando.

(foto: Juan Ignacio RONCORONI/AFP)
(foto: Juan Ignacio RONCORONI/AFP)

Gallardo é o cara

Melhor técnico do continente americano, Marcelo Gallardo, do River Plate, chega à sua quinta semifinal de Libertadores em seis anos. Sendo que se sagrou campeão da competição duas vezes nesse período. É um técnico moderno, conhecedor de futebol, adorado pelos jogadores e cobiçado por vários times brasileiros. A derrota para o Flamengo, ano passado, em Lima, foi uma das mais injustas que o futebol já proporcionou, pois Gallardo deu um nó tático em Jorge Jesus, mas foi castigado por Gabigol, que marcou em dois minutos, já no fim do jogo. Agora, a briga será com o Palmeiras e o River quer fazer a final no Maracanã, dia 30 de janeiro. Será que teremos Boca x River desbancando os brasileiros, Santos e Palmeiras? É possível, mas antes o Boca tem de se classificar, pois perdeu para o Racing o jogo de ida por 1 a 0.

Melhor do mundo

Não havia dúvidas de que o polonês Robert Lewandowski seria eleito o melhor jogador do mundo na temporada. Ele marcou quase 60 gols, seu time, o Bayern de Munique, foi campeão de tudo – e não havia outra maneira. Muitos acharam injusta a segunda e a terceira colocações com Cristiano Ronaldo e Messi, respectivamente. Achei correto, pois ambos jogaram o que sempre jogam, mas seus times não conseguiram chegar à final da Champions. Já Neymar, que vai completar 29 anos, continua perseguindo o troféu de melhor do mundo, porém, querendo se impor. Jogou 26 partidas na temporada 19/20, não foi protagonista de nada e fracassou na final contra o Bayern. Ídolo mais contestado que a Seleção Brasileira já teve, fez piada com o fato de não ter ficado entre os três melhores do mundo. Pior que isso: ficou em nono lugar, atrás de Sadio Mané, De Bruyne, Salah, Mbbapé e Thiago Alcântara. Achei justíssima a lista. Se Neymar quiser ser o melhor do mundo, terá de provar em campo. Na marra ou no marketing, nada feito. Ele não é benquisto pelos companheiros de profissão, por suas simulações e dribles que humilham os adversários, muitas vezes sem direção ao gol rival. Sei que alguns coleguinhas, puxa-sacos, e o técnico Tite insistem em colocá-lo entre os três melhores do mundo, mas isso é uma grande mentira. Neymar precisa se impor no campo, jogando muito, protagonizando e ganhando a Champions League. Sem isso, nada feito.

Nada decidido

A derrota do Galo para o São Paulo, que abriu sete pontos sobre o alvinegro, deixou eufóricos jornalistas paulistas, que já apontam o tricolor como campeão. É cedo! O Flamengo, com dois jogos a menos, está no páreo e pode chegar a 51 pontos, ficando a dois do São Paulo. O próprio Galo vai pegar o Coritiba dia 26 e pode chegar a 49 pontos. Como venho dizendo, todos eles ainda perderão pontos, e a competição deverá ser decidida na penúltima ou última rodada. Curiosamente, São Paulo e Flamengo farão o último jogo, no Morumbi. Essa partida pode decidir a taça entre eles, ou mesmo o Galo, que pode estar correndo por fora. É cedo para cravar qualquer prognóstico. A vantagem são-paulina é grande, mas pode ser tirada.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade