Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas COLUNA HIT

Filme sobre Nelsa Trombino, criadora do Xapuri, tem pré-estreia no dia 16

Dirigido por Marcelo Wanderley e roteirizado por Rafael Rocha, curta conta a história da cozinheira que veio de SP e montou o 'templo' da culinária mineira


04/05/2021 04:00

(foto: Cumbuca/divulgação)
(foto: Cumbuca/divulgação)

Nelsa Trombino ficou emocionada ao assistir, na sexta-feira, ao filme “A dona do tacho”, dirigido por Marcelo Wanderley, que presta homenagem a ela. O documentário conta a história da cozinheira que veio de Cubatão (SP) para Minas, morou em Lagoa da Prata e se estabeleceu na Pampulha, onde montou o restaurante Xapuri, referência da cozinha mineira. Viabilizado pela Lei Aldir Blanc, o curta-metragem terá sessão gratuita de pré-estreia em 16 de maio, durante o Matula Festival, no site matulafilmfestival.com.br.

***

“Fiz tudo por amor. Com amor se consegue tudo”, disse dona Nelsa, emocionada, depois de ver o filme. Foi numa fazenda em Lagoa da Prata, interior de Minas, para onde se mudou de Cubatão após se casar, que ela descobriu os segredos do frango com quiabo e dos doces mineiros, sempre disputados no Xapuri, anos depois. Mas a paixão pela culinária vem da infância. Herdeira de imigrantes italianos, a caçula de nove filhos sempre acompanhava o que a mãe fazia na cozinha.

***

A trajetória de Nelsa é repleta de histórias, que retratam sua dedicação ao ofício.“Eu tinha de tomar analgésico para diminuir as dores no corpo”, relembra. Dona Nelsa questionou normas sanitárias burocráticas, como o uso do tacho de cobre, e sempre lutou para preservar a tradicional culinária mineira. “Tenho muita preocupação se isso vai ser mantido pelas novas gerações. Agora tudo leva creme de leite ou é flambado em frigideira”, observa. Atualmente, o restaurante Xapuri é comandado por Flávio Trombino, filho e sucessor de Nelsa.

***

Diretor do documentário, Marcelo Wanderley lançou a plataforma gastronômica Cumbucca durante a pandemia. Ele também é responsável pelos eventos Fuegos Festival e Congresso Mineiro de Gastronomia.

ESTREIA
CULTURA & CIDADANIA

“A briga da onça e do tatu”, com Teatro do Rinoceronte, abre em 15 de maio o 4º Festival Cultura & Cidadania, que será transmitido pelo canal do projeto no YouTube. A programação conta também com “Diferències”, da companhia espanhola Trifacirc, “O caso do bolinho”, com O Quintal da Guegué, “Segunda chamada”, do Galpão Cine Horto, “A maré tá cheia”, com Alessandra Visentin, e “Iu tubo”, da Cia. de Inventos. As apresentações serão transmitidas via youtube.com/culturaecidadaniacircula.

NA AVENIDA
AMOR-PRÓPRIO

A ilustradora Ligia Fascioni assina “Carinho sem muros”, que ocupa o Mural Templuz, na Avenida Nossa Senhora do Carmo. Na imagem, uma moça beija carinhosamente outra moça. “Como as duas são quase idênticas, pode-se interpretar como uma mulher beijando a si mesma (amor-próprio), mas também podem ser duas irmãs, amigas ou namoradas. O importante é o carinho, o ato de transformar algo horrível e brutal em algo belo e gentil”, descreve Ligia.

15 ANOS
VIVA A OPUS!

O concerto em homenagem às mães marcado para domingo (9/5), às 11h, é o início das comemorações dos 15 anos da Orquestra Opus. A apresentação será transmitida pelo canal oficial do Grupo Tracbel no YouTube. O convidado especial é o saxofonista Derico Sciotti, que vai se juntar a 22 instrumentistas, sob a regência do maestro Leonardo Cunha, diretor e fundador da Opus. O repertório terá as canções “Chega de saudade”, “Falando de amor”, “Gente humilde”, “Apanhei-te cavaquinho”, “Carinhoso” e “Gatinha manhosa”, além de pot-pourri de clássicos de Tom Jobim.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade