Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas EM DIA COM A POLÍTICA

Arcebispo de Aparecida critica política armamentista de Bolsonaro

Religioso diz que não existe ''pátria amada com pátria armada'', durante celebração do Dia de Nossa Senhora Aparecida


14/10/2021 04:00 - atualizado 14/10/2021 07:26

Bolsonaro esteve no santuário de Aparecida, em 12 de outubro
Bolsonaro esteve no santuário de Aparecida, em 12 de outubro (foto: BRUNO MOTTA/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO)
O presidente da República Federativa do Brasil, Jair Messias Bolsonaro, não se cansa. Muito antes pelo contrário, insiste em armar a população. ''Respeito a opinião de qualquer um aqui. Que seja contra ou a favor da arma de fogo. Mas o que acontecia no Brasil era que somente os marginais, os bandidos é que tinham arma.'' Foi uma resposta às críticas que partiram do arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes. Vamos a elas. Um trecho é o suficiente.

''E para ser pátria amada não pode ser pátria armada. Para ser pátria amada, seja uma pátria sem ódio. Para ser pátria amada, uma república sem mentira e sem fake news. Pátria amada sem corrupção. E pátria amada com fraternidade. Todos irmãos construindo a grande família brasileira'', ressaltou dom Orlando Brandes, durante o sermão que ele fez terça- feira, 12 de outubro, Dia de Nossa Senhora Aparecida.

Atualizando, diante de um público engajado em pautas de interesse do agronegócio, leia-se a bancada ruralista, o presidente Bolsonaro lamentou: ''Em nosso governo, não pude alterar a lei como queria, mas alteramos decretos e portarias de modo que arma de fogo passou a ser realidade entre nós''. O registro foi feito em cerimônia de entrega de títulos de propriedades rurais em Miracatu (SP). Já basta por hoje.

Melhor mudar de assunto, já que tem guerra política nas redes sociais. @cirogomes: ''Na vida nunca menti. Mas errei algumas vezes. Uma delas quando lutei contra o impeachment de uma das pessoas mais incompetentes, inapetentes e presunçosas que já passaram pela presidência. Claro, que estou falando de você, Dilma''.

A resposta veio rápida da @dilmabr: ''Ciro Gomes está tentando de todas as formas reagir à sua aprovação popular. Mais uma vez, mente de forma descarada, mergulhando no fundo do poço''. Seria o suficiente, mas a ex-presidenta, como ela gostava, acrescentou: ''O problema para ele é que usa este método há muito tempo e continua há quase uma década com apenas um dígito nas pesquisas.''

Em mais um capítulo de uma longa troca de farpas, o ex-governador do Ceará e pré-candidato à Presidência Ciro Gomes (PDT) afirmou estar seguro de que Lula conspirou a favor do impeachment de Dilma Rousseff, a sua sucessora, em 2016. ''Para alívio de consciência, na época do impeachment eu não estava defendendo seu mandato em si mesmo, mas a integridade do cargo que você toscamente ocupava''.

E tem o grand finale do pedetista Ciro: ''Se hoje você prefere estar ao lado dos que a traíram, obrigado por me poupar da sua incômoda companhia''.

Vai dar em nada

Uma ação foi movida pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) para obrigar o presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), a desengavetar os pedidos de impeachment contra o presidente Jair Messias Bolsonaro (sem partido). O relator é o ministro Kassio Nunes Marques, que chegou ao STF por indicação do próprio presidente que será julgado. O PDT lembra que Lira já sinalizou, em diferentes ocasiões, que não vai acolher os pedidos de impeachment contra Bolsonaro. Mas vale a insistência. Pelo menos coloca o Lira em uma saia justa entre os colegas.

Tribunal de Haia

A estimativa dos especialistas que protocolaram o relatório é que as mudanças no bioma no governo Bolsonaro podem ser responsáveis por 180 mil mortes indiretas neste século diante do aumento das temperaturas globais. Segundo o documento, hoje, a Amazônia emite mais gás carbônico do que é capaz de absorver. O fato é que a ONG austríaca AllRise, ou seja, todos se levantam contra. E foi o que fez a ONG: protocolou, ontem, uma denúncia contra o presidente Jair Messias Bolsonaro no Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia. Motivo: ''Crimes contra a humanidade''.

Bela homilia

Os verdadeiros patriotas não colocam um brasileiro contra o outro, não alimentam o ódio, não espalham mentiras nem estimulam a violência. A mensagem de Cristo é de amor ao próximo. Homilia histórica do arcebispo de Aparecida, dom Orlando Brandes. Professor de história, deputado federal pelo Rio de Janeiro e líder da @minorianacamara, leia-se Câmara dos Deputados, Marcelo Freixo (PSB-RJ). Para lembrar, foi ele quem aprovou projeto sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública.

Sempre alerta

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (CBMMG) realiza, hoje, o evento de técnicas de salvamento e resgate veicular, na Academia de Bombeiros Militar (ABM). Bem cedinho, a partir das 7h. E tem aula. Vamos a ela: durante uma ocorrência de acidente automobilístico, o tempo da resposta é fundamental para o salvamento de uma vítima nos deslocamentos entre as equipes terrestres e aéreas. Os atendimentos desses locais são de difícil acesso para as equipes terrestres, reduzindo a distância entre os pontos mais remotos e apressando atendimento médico à vítima.

Aula ilustre

Nesta sexta-feira, o canal Eu Vi o Mundo, idealizado pelos professores Dawisson Belém Lopes (UFMG) e Guilherme Casarões (FGV-SP), veiculará conversa inédita com Gilberto Gil. Trata-se de uma ocasião rara, já que o cantor e compositor baiano nunca havia falado em profundidade sobre temas internacionais. Por uma hora, Gil tocou em questões como a sua experiência profissional, ainda recém-formado, numa empresa multinacional; disse preferir Londres a Paris; discorreu sobre a Jamaica e a África; lembrou o encontro na ONU em que botou Kofi Annan para tocar tambor; e ainda elaborou caminhos para que o Brasil volte a ser admirado no mundo.

PINGA FOGO

  • É uma peça histórica, que fechará a série de 15 entrevistas com brasileiros ilustres (também passaram pelo canal personalidades como Ciro Gomes, Monica de Bolle, general Santos Cruz, Miguel Nicolelis, entre outros). Todo o conteúdo pode ser acessado em youtube.com/euviomundo.
  • Após análise criteriosa da evolução do quadro pandêmico, o Núcleo Estratégico do Comitê Municipal de Enfrentamento à COVID-19 de Uberlândia deliberou, ontem, para que o município entre na fase flexível do Plano Municipal de Funcionamento das Atividades Econômicas.
  • Desse modo, algumas mudanças significativas começam a vigorar a partir de sábado agora, como a liberação de 100% da capacidade das atividades de ensino presenciais, permanecendo facultado aos pais a opção pela adesão ao ensino presencial.
  • Entidades representativas da Polícia Civil defenderam, ontem, em audiência da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa, a importância de uma Corregedoria fiscalizadora e que faça um trabalho preventivo.
  • O presidente da Comissão de Segurança Pública, deputado Sargento Rodrigues (PTB), ressaltou que um Estatuto Disciplinar é muito necessário, mas que o texto pode ser aperfeiçoado. É praia dele, está em casa nessa questão. Sendo assim, é o suficiente por hoje. FIM!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade