Continue lendo os seus conteúdos favoritos.

Assine o Estado de Minas.

price

Estado de Minas

de R$ 9,90 por apenas

R$ 1,90

nos 2 primeiros meses

Utilizamos tecnologia e segurança do Google para fazer a assinatura.

Assine agora o Estado de Minas por R$ 9,90/mês. ASSINE AGORA >>

Publicidade

Estado de Minas

Vaidade masculina exige cuidados na escolha de procedimentos

Estética direcionada aos homens pode ser tanto preventiva quanto corretiva, mas é fundamental prezar pela segurança


22/07/2020 04:00

Aplicação de botox está entre os procedimentos estéticos mais procurados pelos homens (foto: reprodução de internet)
Aplicação de botox está entre os procedimentos estéticos mais procurados pelos homens (foto: reprodução de internet)
Conheço o governador de São Paulo, João Doria, há séculos. Desde os tempos em que ele colaborava com o empresário Carlos Carneiro Costa, num grande empreendimento que o mineiro faria em São Paulo, até uma época em que apanhei um “barranco” de uma programação que fez com Pelé, quando ele comandava o Turismo nacional. 

Fui com eles a Roma, num programa de personagem que gostava do bom e do melhor: hotel cinco estrelas, almoço na embaixada do Brasil (ocupada na época pelo mineiro Paulo Tarso Flecha de Lima) e outros encontros. É por isso que, quando o vejo aparecer na TV, em suas quase que diárias informações sobre as providências que toma contra a COVID-19, imagino que ele deve se cuidar muito bem: está sempre novo em folha, rosto perfeito, cabelo sem nenhum branco, o fino do chiquê.

Isso só pode acontecer e é muito bem-aceito por todos, porque os homens têm se tornado cada vez mais vaidosos, fazendo com que a cirurgia plástica seja demanda crescente, principalmente as cirurgias faciais. No ano de 2017, por exemplo, mais de 1,3 milhão de procedimentos estéticos foram realizados em homens, de acordo com relatório da Sociedade Americana de Cirurgiões Plásticos. Os procedimentos mais procurados incluem a blefaroplastia (cirurgia para correção das pálpebras), o lifting facial, a rinoplastia, a aplicação da toxina botulínica e preenchimento.

“Os cuidados estéticos direcionados aos homens podem ser tanto preventivos, como a aplicação da toxina botulínica e do peeling, quanto corretivos, a exemplo da rinoplastia e da blefaroplastia”, afirma o cirurgião plástico Mário Farinazzo, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Apesar disso, grande parte dos homens ainda possui dúvidas com relação à segurança e aos resultados dos procedimentos. Então, para ajudar nesses casos, reunimos um time de especialistas para dar dicas importantes para realização de uma cirurgia plástica.

É fundamental que se certifique de que o procedimento será realizado por um profissional especializado. “Uma boa dica é visitar o site da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP). Lá é possível pesquisar o nome do médico que realizará o procedimento e verificar se ele está credenciado junto à instituição. Além disso, vale a pena também procurar por outras pessoas que já tenham passado por procedimentos com o seu médico e verificar qual foi a experiência delas”, recomenda Beatriz Lassance, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e da Isaps (International Society of Aesthetic Plastic Surgery).

É importante também esclarecer ao médico as expectativas e desejos quanto ao procedimento. “É preciso ter expectativas realistas sobre o resultado da cirurgia. O cirurgião está lá para ajudá-lo a alcançar o resultado desejado”, diz Paolo Rubez, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Porém, é importante também que escute seu médico, já que apenas ele poderá realizar uma avaliação e dizer se o procedimento que  deseja realizar é realmente o mais adequado para o seu caso, oferecendo, se necessário, alternativas ao tratamento.

Verifique as condições do local onde a cirurgia será realizada. “Fique atento se o médico recomendar que a cirurgia plástica seja realizada em apartamentos, residências ou clínicas de estética, pois esses locais não possuem a estrutura adequada para realização de procedimentos médicos. De modo geral, o ambiente hospitalar é o lugar mais seguro”, alerta Beatriz Lassance.

A segurança e o sucesso do procedimento não dependem apenas do médico e da operação, sendo o período pré-operatório também de extrema importância. Independentemente do quão bem for a cirurgia, os resultados podem ser comprometidos caso as recomendações pós-operatórias não sejam seguidas à risca. É fundamental ainda perguntar ao médico quais as complicações e possíveis sintomas que podem surgir após o procedimento cirúrgico. Os homens, por exemplo, são mais propensos ao desenvolvimento de hematomas.


*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade